6 de setembro de 2017 às 10h23min - Por Mário Flávio

João-Mendonça-divulgação

O prefeito cassado João Mendonça sofreu mais um revés em Brasília. Na tarde desta terça-feira (5) o TSE indeferiu pedido da defesa do do ex-prefeito de Belo Jardim. Ele tinha entrado com os chamados “embargos com efeitos modificativos”, solicitando que o Tribunal Superior pudesse rever a decisão, mudando o próprio julgamento e com isso, restabelecer os direitos políticos dele.

No entanto, por unanimidade os ministros negaram o pedido e ele segue sem os direitos políticos, para voltar a uma disputa eleitoral e com isso, foi mantido todo o processo eleitoral, que culminou com a eleição de Hélio dos Terrenos (PTB).

Cassação – No dia 11 de maio desse ano, o Tribunal Superior Eleitoral, cassou a liminar que mantinha João Mendonça no cargo. Por 7 votos a 0, os ministros seguiram o entendimento do relator do caso, Luiz Fux. Com isso, o prefeito perdeu o mandato e ficou inelegível pelo prazo de oito anos.

O gestor já tinha tido o registro de candidatura negado nas duas primeiras instâncias, disputou a eleição por meio de liminar e conseguiu outra para ser diplomado e assumir a prefeitura. A defesa ainda argumentou outra lei para tentar reverter a decisão, mas o relator também não aceitou o pedido.

Em nota, o prefeito João Mendonça disse que lamenta a decisão do Tribunal Superior Eleitoral, mas que não tem outro caminho a não ser acatar o que manda a lei.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro