5 de março de 2012 às 20h51min - Por Mário Flávio

Ainda se recuperando da cirurgia realizada no Hospital do Coração, o vice-governador João Lyra (PDT), concedeu outra polêmica entrevista esse fim de semana. O ex-prefeito de Caruaru disse que o prefeito Zé Queiroz (PDT) segue com problemas de avaliação junto a população. Lyra disse ao jornalista Inaldo Sampaio, que o nome da Frente Popular no Recife deve ser mesmo o do atual prefeito João da Costa, que sofre processo de fritura entre os aliados e citou as cidades de Caruaru e Olinda como exemplo de cidades com problemas de avaliação. “Se João da Costa não puder ser candidato porque tem baixa avaliação nas pesquisas de opinião, Renildo Calheiros estaria impossibilitado de disputar a reeleição, em Olinda, e José Queiroz, em Caruaru”, postou o jornalista.

Lyra mostra que mesmo apesar de toda as tentativas de aliados em mostrar que a relação entre ele e o prefeito de Caruaru melhorou, a situação não é bem assim. O vice se aproximou muito do presidente da Câmara, vereador Lícius Cavalcanti (PCdoB), desafeto de Queiroz desde a eleição da Mesa diretora, e os dois conversam por telefone quase toda semana. Após a publicação da nota, o vice-governador Jorge Gomes tentou apagar o incêndio e piorou a situação.

Ele enviou mensagem ao blogueiro e disse que a gestão de Queiroz está bem avaliada e praticamente desdisse o vice-governador, o que expõe ainda mais a Frente Popular em Caruaru. A mensagem enviada pela assessoria de Jorge Gomes, ainda deixa uma dúvida na cabeça do eleitor da Frente, quem está com a verdade: João Lyra ou Jorge Gomes?

O prefeito disse que até o fim da vida não briga mais com João. No entanto, o relacionamento entre ambos segue estremecido. Imagem: Paulo Roberto/BMF


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro