13 de agosto de 2012 às 21h45min - Por Mário Flávio

Para quem insiste na tese de que o governador Eduardo Campos (PSB) anda chateado com João Lyra (PDT), por causa da postura dele em relação a gestão de Zé Queiroz (PDT) e a não subida dele ao palanque da Coligação Caruaru com a Força do Brasil, segue mais uma indicação que a relação do governador com o vice não sofreu nenhum tipo de arranhão.

Ele recebeu uma missão muito espinhosa. Vai representar Pernambuco no amistoso que o Brasil e a Suécia farão na próxima quarta-feira (15), em Estocolmo. Será a última partida realizada no Rasunda, estádio que foi palco da final da Copa do Mundo em 1958, com vitória brasileira sobre os suecos por 5 a 2. Na ocasião, o jogador Vavá marcou duas vezes e, agora que o estádio está prestes a ser demolido, o pernambucano será um dos homenageados da despedida.

Representando o governador Eduardo Campos, o vice-governador João Lyra Neto chega à Suécia, esta noite, para participar dos eventos. Ele viaja acompanhado do secretário-executivo da Secretaria da Copa, Gilberto Pimentel. A iniciativa do jogo é da Confederação Sueca de Futebol, que prestará uma homenagem aos jogadores remanescentes dos times da Suécia e do Brasil. Pelé, Zagallo, Zito, Pepe, Dino Sani e Mazzola já confirmaram presença. “Estamos muito lisongeados com essa homenagem, que simboliza o espírito esportivo e evoluído dos suecos, que mesmo perdendo a Copa, em casa, renderam-se ao grande futebol apresentado por aquela brilhante seleção brasileira que apresentou ao mundo Pelé, Garrincha, além do nosso artilheiro Vavá”, lembrou o vice-governador.


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro