10 de maio de 2013 às 08h08min - Por Mário Flávio

20130510-081039.jpg

Na Sessão Solene da entrega do Título de Cidadã Caruaruense a deputada estadual Raquel Lyra o vice-governador João Lyra (PDT) foi abordado pelos jornalistas a respeito da provável candidatura dele a governador em 2014. Mesmo evitando assumir que será candidato, o ex-prefeito de Caruaru está com o discurso afinado e fala como provável candidato da Frente Popular no ano que vem. O Caruaruense disse que as conversas são muitas e alguns acertos estão próximos de ocorrer.

“Hoje o processo de conversas está ocorrendo com várias lideranças, alguns eu procuro e outros estão me procurando e existe a possibilidade de construirmos uma candidatura que represente a continuação do governo da Frente Popular e do governo Eduardo Campos me tem deixado muito feliz e emocionado, mas temos que seguir os conselhos de Eduardo, o ano de 2013 é de trabalho e em 2014, caso Eduardo seja mesmo o candidato a presidente, temos que ter maturidade e serenidade para discutir o melhor nome, como o meu nome está sendo cofiado pela imprensa, só posso agradecer e ficar muito feliz”, disse.

O vice ainda fez uma análise dos possíveis apoios que pode receber em Caruaru, já que situação e oposição na cidade afirmam que votariam nele. “Se isso ocorrer mesmo – a candidatura – Caruaru poderá ter a oportunidade de eleger um governador pela primeira vez e a unidade vai ter como base o povo dessa cidade, representada pelas lideranças políticas. Eu agradeço ao prefeito Zé Queiroz, ao deputado Tony Gel e a todos aqueles que têm se manifestado diante dessa possibilidade me dando apoio, vamos construído e em março ou abril de 2014, esse não é o momento de construir, mas podemos conversar, hoje mesmo (09), tenho um encontro com o senador Jarbas Vasconcelos, além disso, conversei com o ex-governador Joaquim Francisco, para que possamos criar uma alternativa para continuar esse governo de Eduardo, que tem mais de 80% de aprovação do povo de Pernambuco”, pontuou.

Sobre a possibilidade de ter no mesmo palanque Tony Gel e Zé Queiroz, o vice foi enfático. “É provável, nesse caso o que fala mais alto é o sentimento da cidadania Caruaruense, todos eles têm compromisso com Caruaru, cada um com sua visão política, com seus erros e acertos e me incluo também nesse contexto. A cidadania de Caruaru vai prevalecer e de isso ocorrer, eu terei uma votação aqui fantástica com o apoio do povo e de todas as lideranças políticas da cidade”, analisou.

João Lyra disse ainda acreditar em várias candidaturas ao governo de Pernambuco no ano que vem e que isso é normal na política, já que os presidenciáveis irão precisar de palanques no Estado. “Todas as candidaturas que têm potencial de eleger presidente terão nomes para concorrer nos 26 estados e no Distrito Federal. Poderemos ter quatro candidaturas fortes do PT, PSDB, REDE e PSB, acredito que se o cenário nacional for esse, deve se repetir em Pernambuco, já que eles irão precisar de palanque e fazer a campanha”, pontuou.

Sobre a ida para o PSB, o vice disse que está tudo acertado e que até outubro, prazo limite para mudar a legenda de quem vai se candidatar no ano que em mudar de partido, vai ocorrer a mudança.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro