27 de dezembro de 2011 às 17h51min - Por Mário Flávio

A grande expectativa na assinatura da ordem de serviço do Centro de Convenções de Caruaru era o reencontro entre o governador em exercício, João Lyra e o prefeito de Caruaru, Zé Queiroz. Para minimizar a crise e troca de farpas disparadas nas últimas semanas entre ambos, o clima foi de harmonia. Mesmo antes de chegar ao Sesc, as duas lideranças visitaram as obras de ampliação da entidade. A visita as obras foi a convite do presidente da Fecomércio, Josias Albuquerque.

O prefeito Zé Queiroz demonstra sinais de que não quer ir para o front com Lyra. Durante o discurso, ele fez questão de mencionar o aliado, com fervor. “Um abraço caloroso ao meu governador, para que possamos celebrar daqui a 600 dias a concretização dessa obra”. Disse Queiroz olhando para Lyra.

No discurso, o governador teceu elogios ao ex-presidente Lula e ao governador Eduardo Campos, mas pouco citou a prefeitura de Caruaru. “Caruaru é a cidade que mais cresce no interior do Estado, fruto desse trabalho de parceria publico privada”. Quando perguntado sobre a relação dele com o prefeito, foi enfãtico. “Só falo aqui hoje sobre a solenidade”, disse.

O prefeito Queiroz voltou a dizer que não briga mais com Lyra e que a aliança com o pedetista está mantida. “Não existe essa história de fumar o cachimbo da paz, até porque não existe briga, vamos pra frente, o momento é de confraternização”, finalizou Queiroz.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro