19 de fevereiro de 2018 às 18h44min - Por Mário Flávio

O ex-governador João Lyra Neto (PSDB-PE) lamentou nesta segunda-feira (19/02) a grave situação da segurança pública no Rio de Janeiro e apoiou a decisão do governo Michel Temer de decretar intervenção federal na área. Para o tucano, “alguma providência teria de ser tomada” diante do fato de o estado se encontrar praticamente sob o controle do crime organizado. João Lyra pontuou que a dificuldade de o poder público do Rio enfrentar a questão da segurança é antiga, reconhecida por vários governos, independentemente de sua posição ideológica.

“Alguma providência teria que ser tomada. Ao longo dos 30 anos, vários governos, independentemente de sua posição ideológica, reconheceram a dificuldade de se enfrentar a segurança do Rio. Uma ONG paulista identificou recentemente 1.126 favelas no estado, das quais 92% delas estão dominadas pelo comércio de armas, drogas e pelas milícias. Isso não é fruto apenas da crise econômica, mas de um comportamento da classe política que não tomou providências. A intervenção tinha de ser feita e tem de dar resultados concretos”, defendeu.

Para o ex-governador, os resultados dessa tentativa do governo federal, via intervenção, no esforço de combater o crime organizado no Rio de Janeiro não podem ser apresentados “apenas do ponto de vista policial (da segurança)”. “Os resultados precisam ocorrer também em reestruturação. Evidentemente que a crise econômica que atravessamos tem sua contribuição com o que ocorre hoje, mas houve erros graves por parte do poder público em relação a vários indicadores sociais. Concordo com a intervenção, mas não será apenas a classe política que vai resolver. A sociedade tem de se mobilizar, e a mídia tem importante participação nesse processo, e dar sua contribuição”.


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro