19 de abril de 2012 às 22h41min - Por Mário Flávio

Desde que o vice-governador, João Lyra (PDT), concedeu entrevista e fez várias críticas a gestão do prefeito Zé Queiroz (PDT), que muito se especulou sobre um possível puxão de orelha dado pelo governador Eduardo Campos (PSB) no vice. De acordo com a imprensa do Recife o vice iria mergulhar e não se pronunciar mais sobre o pleito em Caruaru. Hoje, conversei com Lyra e ele negou tal conversa e disse que segue num relacionamento de harmonia com o socialista. “Não houve nenhuma conversa a portas fechadas com o governador, nós só nos encontramos para tratar da reunião de monitoramento”, disse o vice.

Lyra ainda explanou que vai chegar o momento de tratar com Eduardo sobre a sucessão e ele acredita que o mês de maio será o ideal, já que alguns partidos irão se posicionar, como é o caso do PT, que vai realizar um seminário no próximo dia 29, quando praticamente será definido o futuro da legenda. Lyra estreitou a relação com integrantes do PT e pode ser o mediador para que a sigla apoie o nome do prefeito Zé Queiroz, já que o diretório segue dividido sobre o futuro da legenda.

 

O vice-governador negou a reunião a portas fechadas com Eduardo

 


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro