15 de março de 2012 às 08h08min - Por Mário Flávio

 

Após a cirurgia que foi submetido, o vice-governador, João Lyra, concedeu hoje pela manhã uma entrevista ao programa Comando Geral da Notícia, veiculado na Rádio Cultura. Ele disse que viveu um momento difícil, mas aproveitou para agradecer a populaçã pela solidariedade.

“É um prazer muito grande após uma difícil caminhada voltar a falar com os caruaruenses. Tive essa surpresa de ter que fazer essa cirurgia no Hospital do Coração, mas digo a vocês que a grande solidariedade que recebi do povo de Pernambuco, em especial aos caruaruenses, pela tamanha solidariedade. Recebi dezenas de telefonemas, mensagens por celular, e até e-mails, foi talvez a maior emoção da minha vida pública. Ainda estou em recuperação, mas aos poucos tento conciliar a vida pública e é um prazer muito grande voltar a falar com os caruaruenses”, disse.

Ele disse ainda que após a volta de Raquel Lyra dos Estados Unidos irá começar as conversas sobre o ano eleitoral. “Pra semana devo começar a manter contato com algumas lideranças para que até o fim de março possa fechar o nosso posicionamento sobre a eleição. Estou mo aguardo da deputada Raquel Lyra, que está fazendo um curso nos Estados Unidos, para que na próxima semana, possamos eu e ela, ir até as lideranças e aos vereadores de Caruaru” , pontuou Lyra.
O vice aproveitou para fazer uma análise da entrevista concedida ontem pelo deputado estadual Tony Gel, quando o democrata afirmou que era mais intessante para Joào Lyra a eleição de Miriam Lacerda. “Eu li a entrevista no Jornal Folha de Lernambuco, mas esse é o pensamento dele e avalia de uma forma que interessa ao grupo dele. Tenho a opinião diferente dele (Tony), mas o importante é que a Frente Popular ganhe a eleiçào em Caruaru. Quero de público agradecer a visita da deputada Miriam Lacerda ao Hospital fo Coração, ainda não falei com ela, mas isso não muda as nossas divergências ideológicas”, explanou

Durante a entrevista, direto da França, o prefeito de Caruaru, Zé Queiroz, afirmou que está na Europa e a cada visita, aproveita para dar uma olhada e quem sabe trazer algo de moderno para Caruaru. Ele ainda mandou um recado para João Lyra. “Na próxima terça-feira, iremos nos encontrar com João, quando ele vai fazer uma palestra sobre o Caruaru 2030 e vai falar sobre a intervenção do Estado em Caruaru, já pedi a Jorge para entrar en contato com ele, será um prazer reencontrá-lo no Seminário”, disse.

No entanto, João Lyra, por questões de saúde, João Lyra não deve ir ao evento. “Eu estou ainda com alguns limites e não posso participar de eventos que tenham muita gente, para evitar algum tipo de contaminação, apesar de estar cumprindo bem o meu processo de recuperação, não posso colocar a minha saúde em risco, o prazo de recuperaçào é de 70 dias”, explicou.

Os repórteres ainda perguntaram se o vice-governador teve medo de morrer. Ele foi enfático. “Olhe, evidente que isso passou pela minha cabeça, principalmente pelas informações que obtive antes da cirurgia, mas graças a modernidade, apenas 2% das pessoas não se recuperam da cirurgia. Ontem ainda conversei com uma pessoa que fez o mesmo processo e está com muita dificuldade de recuperação, mas estou pronto para voltar a minha vida normal. Tenho um histórico familiar que têm alguns problemas relacionados ao coração, mas com muita força e fé em Deus, vamos enfrentar essa adversidade”, ponderou.

Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro