João Lyra defende independência do PSDB em relação ao governo Paulo Câmara 

Mário Flávio - 20.12.2016 às 08:28h


O ex-governador de Pernambuco, João Lyra, logo após a diplomação da prefeita eleita Raquel Lyra, não poupou ao governador Paulo Câmara (PSB). Ele voltou a falar que ele e a filha foram expulsos do PSB e atribuiu a saída diretamente ao governador socialista. “O governador e seus seguidores são os responsáveis diretos pela nossa expulsão do PSB”, disse. 

Sobre a situação dele e de Raquel Lyra ao governo o tucano foi enfático. “Eu defendo a posição de independência do PSDB em relação ao governo, sem ocupar nenhum cargo”, disse.