23 de dezembro de 2013 às 07h25min - Por Mário Flávio

20131222-231941.jpg

Em entrevista ao programa Mesa Redonda, veiculado na Rádio Cultura, o vice-governador João Lyra (PSB), comentou a prisão de 10 vereadores de Caruaru. Segundo ele, o fato é ruim para a política local e revela a fragilidade da relação política na Capital do Agreste.

“O meu sentimento é de lamentação e de tristeza. Eu não posso entrar em detalhes, na conheço o processo, mas o que ouvimos pela imprensa e após a entrevista coletiva com os delegados, é que faz seis meses que ocorre a investigação. Falou-se que existem gravações, imagens, tem isso ou aquilo, não conheço o processo, já que está em segredo de justiça e serão liberadas informações em oito ou dez dias, mas o sentimento é de tristeza”, pontuou.

Ele ainda criticou as pessoas que entram na vida pública para tirar proveito. “Faço parte dessa atividade pública e essa atividade e no Brasil ela é muito questionada. O que precisa no Brasil é uma restauração do compromisso da atividade pública com o interesso público. Não se pode confundir os interesses pessoais com o interesse público. Quem quiser ganhar dinheiro, vá para uma atividade produtiva, seja no comércio, indústria ou prestação de serviços. A atividade pública tem um foco muito definido e não é essa velha política que Eduardo fala tanto e com razão”, disse.

O vice ainda deixou a entender que existem problemas na relação do Executivo com o Legislativo e deu detalhes de como era na época em que ele era prefeito. “Governei o município por duas vezes e tive sempre uma relação muito respeitosa com a câmara e nunca recebi nenhum pedido e nunca fiz nenhuma solicitação que não fosse estritamente dentro da política. Eu lembro bem quando tinha um projeto que era polêmico, sempre chamava a Câmara, tive uma legislatura de 21 e outra de 15. Chamava os vereadores, geralmente a oposição não ia, talvez um ou dois iam, mas explicava o projeto e tirava todas as dúvidas no meu gabinete. Eu dizia sobre meu líder, um deles foi até Rui Lira, outro foi Pinheirão, que eles tirasse as dúvidas com eles. Nunca tive um projeto derrotado”, disse.

Lyra ainda relatou para a gravidade da prisão em Caruaru. “Foi uma situação inusitada, mais de um terço dos vereadores foi preso, quase a metade. Imagine se transferir isso para a Assembleia, proporcionalmente teríamos 25 deputados presos, para o Congresso Nacional, seriam 254 deputados presos, dá para imaginar uma coisa dessas?”, disse.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro