25 de junho de 2012 às 17h28min - Por Mário Flávio

Terminou o suspense. Após um longo período separados, o governador Eduardo Campos e o senador Jarbas Vasconcelos reataram uma antiga aliança construída na década de 1980, entre o próprio Jarbas e o avô de Eduardo, senador Miguel Arraes. Por meio de nota, o PMDB declarou apoio a candidatura de Geraldo Júlio e reforça a tese de rompimento entre PT e PSB, já que era a maior condição de Jarbas Vasconcelos para subir no palanque dos socialistas.

Com a decisão, o partido retira o nome de Raul Henry da disputa e Eduardo Campos a cada dia isola o PT de um lado e o Democratas de outro. A candidatura de Geraldo Júlio deve ser composta por uma gama de 18 partidos, com um bom tempo no guia e o apoio do governador mais bem avaliado da história da Capital Pernambucana. Segue a nota na íntegra.

O PMDB de Pernambuco manteve, até agora, a pré-candidatura a prefeito do Recife do deputado federal Raul Henry, que tinha como propósito debater os problemas e apresentar um projeto para o futuro da cidade. Neste período, Raul envolveu milhares de pessoas num profundo debate sobre o Recife que a população tanto anseia. Essa discussão permitiu a construção de um conjunto de propostas para transformar a cidade.

É inaceitável, por exemplo, que o Recife tenha uma educação situada entre as piores do Brasil, um sistema público de saúde completamente sucateado, a total ausência de políticas para a juventude – cada dia mais ameaçada pela epidemia do crack – e a inexistência de ações voltadas para o transporte público que possam reduzir o problema do trânsito caótico. Tudo isso sem falar na estagnação econômica de uma cidade que, apesar de localizada no centro de uma região metropolitana que vive um momento de grande dinamismo, não consegue acompanhar o crescimento do Estado e nem mesmo de outras capitais da região Nordeste.

Em contrapartida, é adequado reconhecer que o governador Eduardo Campos tem realizado um trabalho para melhorar a vida da população com elevada aprovação dos pernambucanos. Um esforço que dá continuidade às transformações iniciadas pelo ex-governador Jarbas Vasconcelos, que requalificou a infraestrutura do Estado e começou o processo de atração de investimentos que estão mudando a face de Pernambuco.

Nos últimos dias, o PMDB fez um grande esforço e buscou construir a unidade das oposições para viabilizar uma candidatura que pudesse representar essa perspectiva de mudança. Apesar de ter colocado sua pré-candidatura à disposição dos outros partidos, esse objetivo não foi alcançado.

Diante desse fato e da consolidação de um cenário eleitoral que se projeta bipolarizado entre as candidaturas do PT e do PSB, o PMDB entende que quem representa, hoje, a possibilidade de mudança da atual situação de abandono da cidade é a candidatura do PSB.

Por isso, em nome do compromisso com o futuro do Recife e do espírito público que sempre norteou o caminho do partido, o PMDB declara apoio à candidatura do ex-secretário de Desenvolvimento Econômico do Estado Geraldo Júlio, um técnico com reconhecida capacidade de gestão. O candidato do PSB terá amplas condições de colocar em prática as propostas que o PMDB, ao longo dos últimos meses, debateu com a população do Recife.


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro