17 de fevereiro de 2014 às 19h00min - Por Mário Flávio

20140217-190001.jpg

O senador Jarbas Vasconcelos (PMDB) defendeu a alternância no poder no país e acusou o PT de se haver transformado em uma “seita fundamentalista”. Ele disse ser contrário à aliança do seu partido com o PT e se definiu como um dissidente do PMDB. Jarbas lembrou que o PT tem cobrado da oposição novas propostas para o Brasil. Segundo o senador, essas propostas serão conhecidas durante a campanha eleitoral, nos programas políticos gratuitos nas emissoras de rádio e televisão.

O senador criticou ainda a presidente Dilma Rousseff, por conta das dificuldades econômicas do país. Em sua opinião, os problemas econômicos atualmente enfrentados pelo Brasil se devem à baixa credibilidade do Brasil no cenário internacional. Ele chegou a sugerir óleo de peroba para a “cara de pau” da presidente e disse que o PT precisa resolver seu complexo de vítima.

“É sempre assim: quando não é a oposição, os petistas responsabilizam as elites, os países ricos, a Europa, os Estados Unidos, a grande mídia, a direita, os conservadores”, afirmou Jarbas. O senador lamentou a falta de capacidade de gestão do governo. Para ele, falta transparência nas relações do governo brasileiro com o governo cubano. Ele citou como exemplos a contratação de profissionais para o programa Mais Médicos e o financiamento do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para obras de infraestrutura de Cuba.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro