17 de agosto de 2017 às 00h38min - Por Mário Flávio


O governo do estado já decidiu o que vai fazer com o Hospital São Sebastião. Devido ao impasse gerado com a prefeitura de Caruaru, a secretaria de saúde vai entregar a uma Organização Social o comando da gestão da unidade. O modelo de gestão será o mesmo que aconteceu com o Hospital Regional de Arcoverde. 

O blog teve acesso a essa informação exclusiva na noite desta quarta-feira (16) com fontes do Palácio do Campo das Princesas que garantem que a situação será oficializada ainda esta semana ou no mais tardar na próxima segunda-feira. “O que foi pactuado em 2013, entre o Ministério, a Secretaria de Saúde do Estado e a Secretaria de Saúde da Prefeitura será cumprido, que é colocar o HSS para funcionar em integração com o Hospital Regional do Agreste e o Hospital Mestre Vitalino. O hospital será equipado, mobiliado e reaberto sob a gestão do Estado por meio de uma Organização Social”, disse a fonte. 

Impasse – Na quarta-feira (15) o governo de Pernambuco emitiu nota e disse causar estranheza o fato da prefeitura de Caruaru não mais querer assumir o comando da unidade hospitalar. Em outra nota, a gestão municipal informou que uma reunião nesta sexta-feira (18) com o secretário de Saúde do estado, Iran Costa, iria resolver o problema. 

Posição da prefeita – No fim da tarde desta quarta-feira a prefeita Raquel Lyra e a secretária de Saúde municipal, Ana Albuquerque, gravaram um vídeo para as redes sociais. Ambas estavam na sede da secretaria estadual de saúde, e informaram que tentaram um encontro com o secretário Iran Costa. No entanto, de acordo com a tucana, o mesmo estava viajando. “Viemos aqui para reafirmar o compromisso e o desejo de assumir a gestão do Hospital São Sebastião. O que precisa fazer é reabrir o diálogo. Estive com o governador no primeiro semestre e a nossa secretária Ana Maria esteve com o secretário. É necessário repactuar o que está decidido desde 2012, como está no nosso plano de governo e foi compromisso do governador em abrir o hospital para cirurgia eletiva. Esse é o nosso compromisso para resolver essa situação”, disse. 

Mesmo com o anúncio da prefeita o governo já decidiu e em breve será aberto o processo licitatório para escolher a OS e definir os valores que o estado vai pagar para que o hospital seja reaberto e atenda a população. 


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro