6 de maio de 2015 às 17h54min - Por Mário Flávio

Segue a guerra entre oposição e governo de Pernambuco. Dessa vez o tema do embate é o Pacto Pela Vida. O governo Paulo Câmara apresenta dados do programa, que foi a menina dos olhos da gestão do PSB nos oito anos que Eduardo Campos esteve à frente do Palácio do Campo das Princesas. Segundo os dados apresentados, foram 323 homicídios no mês passado, contra 334 do mês de março. Os números foram apresentados ao governador hoje (06.05), durante reunião do Comitê Gestor do Pacto pela Vida.

“Foi ainda uma pequena inflexão, mas são números que vejo de forma positiva, uma avaliação de que as mudanças que fizemos no início do ano começam a dar resultados. O Pacto pela Vida é isso: um programa que é acompanhado de forma permanente, fazendo as correções de rumo necessárias para atingir o nosso objetivo, que é salvar vidas, reduzir a violência e criar uma cultura de paz”, disse o governador Paulo Câmara.

A oposição não enxerga motivos para comemorar e diz que a gestão socialista tenta manipular os números. Segundo o líder da bancada na Assembleia, Sílvio Costa Filho, entre janeiro e abril de 2015, Pernambuco alcançou a marca dos 1.304 assassinatos. “São 180 mortes a mais do que o número de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) do mesmo período de 2014, quando foram contabilizadas 1.124 mortes, segundo dados da Secretaria de Defesa Social. Já em abril de 2015 foram 323 casos fatais, contrastando com as 296 mortes de 2014 (27 vítimas a mais). Os números mostram claramente que os homicídios em Pernambuco estão crescendo, ao contrário da tentativa do Governo do Estado em iludir a opinião pública ao divulgar o resultado de abril de 2015 comparando apenas com o último mês de março. O Governo do Estado, que em período recente tinha tanto apreço a esse tipo de comparação estatística, esquece de expor essa realidade à população, divulgando para a imprensa apenas o que lhe é conveniente”, disparou.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro