15 de junho de 2018 às 07h07min - Por Mário Flávio

Por Inaldo Sampaio

O governador Paulo Câmara conversou recentemente com os “rebeldes” da Frente Popular e aparentemente conseguiu “domá-los” para as eleições deste ano. A principal preocupação era com o deputado Eduardo da Fonte, que comanda uma bancada de deputados estaduais superior à do próprio PSB, além de contar em seu partido com mais de 70 candidatos distribuídos por todas as regiões do Estado.

Ele exige um lugar na chapa majoritária, não necessariamente para ele e sim para alguém do seu grupo. E teria recebido a garantia de que será atendido. Quanto ao chamado “grupo Ferreira”, o governador também conversou com o prefeito Anderson (Jaboatão) e seu irmão, André, deputado estadual e presidente regional do PSC, mas não prometeu dar o que eles querem: uma vaga de senador para este último.

As vagas estão prometidas a Jarbas Vasconcelos e a Humberto Costa, ficando o lugar de vice reservado para o indicado por Eduardo Fonte. No entanto, como na política as coisas às vezes mudam em questão de minutos, há também a possibilidade de esses dois grupos serem contemplados com espaços no governo, já que há secretarias vagas e cargos no segundo escalão.

Em todo caso, a intenção do governador é fechar sua chapa o mais rápido possível para poder botar o bloco na rua. As bases estão inquietas, cobrando uma definição, mesmo porque Armando Monteiro e Mendonça Filho começaram ontem por Petrolina sua peregrinação eleitoral.


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro