27 de junho de 2018 às 00h03min - Por Mário Flávio

As derrotas desta terça-feira (26) na Câmara Municipal revelam mais uma vez a insatisfação de vereadores da base governista com a maneira que a gestão da prefeita Raquel Lyra vem tratando os aliados na Casa Jornalista José Carlos Florêncio.

Mesmo com a afirmativa que existe diálogo o que se observa a cada dia é muita reclamação e falta de habilidade para tratar com uma base ampla, que foi conquistada após a eleição, já que a tucana não conseguiu eleger nenhum vereador da coligação que a apoiava em 2016.

É preciso entender o time de cada legislatura e o da atual ainda não foi capitado e faltam ainda dois anos e meio de gestão. Ou seja, mais problemas podem acontecer no futuro. Projetos complexos que as vezes são mandados em cima da hora, sem tempo hábil para análise dos vereadores e que deixam dúvidas, como é o caso do PCC da Destra. O fim da categoria do Agente de trânsito poderia ser até bom, mas foi mal explicado e nem os próprios servidores entenderam direito a proposta. A população? Essa nem se fala, já que acompanha pouco o debate político. Até alguns vereadores ficaram com dúvidas e diante da pressão dos servidores que lotaram a Câmara, não quiseram comprar “briga” com a categoria.

O projeto de lei que baixaria o ISS das empresas de ônibus é outro exemplo de algo que foi mal construído junto à Casa. Diante do começo do novo sistema de transporte público, a prefeita poderia ter evitado votar esse documento agora. Ficou muito confuso e alguns vereadores não entenderam que o projeto não beneficiaria as empresas e sim os usuários do serviço, isso a médio e longo prazo.

A certeza do governo na vitória também evidência que a base governista não fala a mesma língua do Executivo. Nos corredores, os parlamentes criticam o teor dos projetos e não se convencem da importância dos mesmos. Reuniões de última hora não resolvem. Servidores da Câmara dizem que para um secretário ir à Casa explicar o conteúdo é muito complicado, o que dificulta ainda mais a relação delicada.

Claro que atender a uma base de 16, 17 ou 18 vereadores não é fácil, mas os parlamentares querem ao menos serem ouvidos, mas muitos garantem que nem isso acontece. Em um ano e meio de gestão, a prefeita Raquel Lyra acumula pelo menos seis derrotas em votações de projetos e tem números negativos expressivos. Talvez o maior de derrotas entre os recentes prefeitos eleitos em Caruaru. Já são dois intermediários nomeados que tentam fazer o meio de campo com a Câmara e a cada semana a relação corrói com vereadores votando contra os projetos, usando à tribuna para reclamar de como são tratados pelo Executivo ou por não ter pleitos simples atendidos.

Por mais que fale em gestão moderna, talvez esteja faltando mesmo é a maneira antiga de fazer política para melhorar essa relação com a Câmara. Não o toma lá dá cá, mas a boa e velha conversa de pé de ouvido e a própria prefeita tomar a frente da relação com a Câmara e tentar entender como é o time da atual legislatura.

ISS e preço das passagens

A Aetpc diz que o voto contrário ao projeto que reduzia a alíquota do Iss poderá trazer um novo aumento no valor das passagens. O problema é que quando o valor da tarifa foi ser votado no Comut, as empresas queria R$ 3,60. A prefeita Raquel acertou com as empresas o valor de R$ 3,15 e R$ 2,84 no Leva. Em contrapartida o ISS seria reduzido. Dez vereadores não entenderam ou não aceitaram o acordo e derrotaram o mesmo.

NOVO SISTEMA

O novo sistema de ônibus teve um dia complicado em Caruaru. A terça amanheceu com ônibus da empresa Bahia rodando. O valor das passagens era R$ 2 e quem tinha o cartão Leva não pagava. No entanto, após a Destra agir, os ônibus foram recolhidos e a Coletivo ocupou o espaço que é garantido a ela pelo edital.

Queiroz quer a vaga

O pré-candidato à presidência pelo PDT Ciro Gomes esteve nesta terça-feira no Palácio do Campo das Princesas. Ele foi recebido pelo governador Paulo Câmara. O prefeito do Recife, Geraldo Júlio, esteve no evento. Quem também esteve por lá foi o deputado federal e presidente do PDT em Pernambuco, Wolney Queiroz. Ele levou o ex-prefeito de Caruaru José Queiroz que segue com a intenção de ser candidato ao Senado pela Frente Popular.

Apoio do PSB

Já o pré-candidato Ciro Gomes postou nas redes sociais que espera contar com o PSB na chapa que apoia ele para chegar ao Planalto. “Me encontrei hoje com o governador de Pernambuco, Paulo Câmara, e com o prefeito do Recife, Geraldo Julio. Sigo na luta por uma aliança com o PSB. Penso que podemos fazer muito pelo Brasil e devolver a confiança para que o Brasil volte a crescer”, postou no Twitter.

Sem comemoração

Os 30 anos do PSDB passaram em branco aqui na cidade de Caruaru. Apesar da prefeita Raquel Lyra e do presidente da Câmara, Lula Tôrres, dois principais cargos políticos na cidade serem ocupados pelo partido. Não houve nenhum ato ou menção a data. A prefeita Raquel foi até ao Recife para a adesão do PSC e dos Ferreira à candidatura de Armando Monteiro ao governo.

Fernando candidato?

Carros seguem rodando com adesivos fazendo menção ao marido da prefeita Raquel Lyra. Os nomes de Fernando Lucena já foram vistos em vários veículos. Ele quer disputar um mandato de deputado estadual, mas no grupo liderado pela prefeita Raquel tem como concorrente o presidente da Câmara, Lula Tôrres, o ex-vereador Diogo Cantarelli e o vice-prefeito Rodrigo Pinheiro. Todos querem o apoio de Raquel e do ex-governador João Lyra para tentar chegar na Assembleia.

Dilma e Aécio empatados

Minas Gerais vai reviver o embate presidencial de 2014, entre Dilma Rousseff, do PT, e Aécio Neves, do PSDB, nas próximas eleições. Os dois disputaram a Presidência da República voto a voto no pleito passado quando a petista saiu vitoriosa.

Agora, Dilma e Aécio são candidatos ao senado em Minas Gerais e, de acordo com pesquisas publicadas recentemente, a disputa deve ser apertada.

Números da pesquisa DataPoder360, realizada por telefone, mostram quatro candidatos empatados tecnicamente e, entre eles, estão Dilma e Aécio. A candidata do PT soma 13% da preferência dos eleitores pesquisados, mesma percentagem de Bruno Siqueira, do MDB. O tucano contabiliza 12% e Carlos Viana, do PHS, aparece com 11%.Em outubro, os eleitores de Minas Gerais vão eleger dois candidatos ao Senado.

CBN Caruaru pode virar realidade

A Globo Fm pode em breve virar CBN Caruaru. A direção da Rede Nordeste de Comunicação estuda a possiblidade. Entre 14h e 17h de segunda a sexta, a emissora de Caruaru já está retransmitindo a programação da CBN Recife. Os jogos de Náutico, Sport e Santa também já são veiculados parceria Globo Fm/CBN Recife. O mesmo acontece com algumas partidas da Copa do Mundo da Rússia. Os estudos estão sendo feitos pelo gerente da emissora, Eri Santos, a pedido do diretor da Rede Nordeste Wilame Souza. A Rede conta com Tv Asa Branca, Globo FM, G1 e Ge Caruaru e CBN Recife.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro