16 de julho de 2012 às 07h47min - Por Mário Flávio

Com informações da Folha de Pernambuco

Impossibilitado de disputar a reeleição, o prefeito João da Costa (PT) ainda amarga altos índices de desaprovação. Segundo a primeira pesquisa Folha/TVGlobo/Ibope, divulgada após o registro de todas as candidaturas, o atual gestor da cidade é desaprovado por 53% dos entrevistados. O total daqueles que aprovam a administração de João da Costa representou 41%. Apenas 6% disseram que não sabem ou não quiseram responder. O gestor é desaprovado, sobretudo, pelo eleitorado masculino. Do total de homens que participaram da pesquisa, 55% não aprovam o gestor.

Analisando os entrevistados pela faixa etária, aqueles que mais desaprovam a gestão têm idade entre 25 e 29 anos. Entre essas pessoas, 66% disseram que não aprovam a administração. A gestão amarga altos índices entre aqueles com renda superior a cinco salários mínimos. Desses entrevistados, 59% responderam que a gestão de João da Costa não agrada. No quesito escolaridade, o petista continua com índices de desaprovação elevados. A maioria (63%) daqueles mais esclarecidos, que possuem curso superior, repudia o gestor.

A gestão do prefeito é menos repudiada por classes pouco favorecidas. Os entrevistados com nível de escolaridade entre a 5ª e 8ª série do Ensino Fundamental são os que mais aprovam o petista. Desse universo, 49% se dizem favoráveis a ele. Os que possuem renda de até um salário mínimo também são simpáticos ao prefeito. Desse grupo, 45% disseram que aprovam a gestão. Já no quesito faixa etária, o petista é menos desaprovado por quem tem entre 40 e 49 anos (47% aprovam a administração).

Analisando o desempenho da administração, os índices também são negativos. De acordo com 36% dos entrevistados, a gestão de João da Costa é ruim ou péssima. A maioria da parcela (39%) avalia o governo como regular, enquanto 24% disse que era bom ou ótimo. Apenas 1% não quis ou não soube avaliar.

Fazendo uma análise detalhada nesse quesito, quem mais avalia negativamente a administração são os homens. Do público masculino, 39% disseram que a gestão é ruim ou péssima. Essa avaliação entre as mulheres é de 34%. No quesito faixa etária, o governo é mal avaliado, sobretudo, entre os jovens que têm entre 25 e 29 anos (47% acham ruim ou péssimo). Já os que mais aprovam (27%) estão entre os que tem 16 e 24 anos.

No item escolaridade, os que têm ensino superior (42%) avaliam a administração negativamente. Os que acham a gestão boa ou ótima estão entre aqueles que estudaram da 5ª a 8ª série do Ensino Fundamental. Desse universo, 31% diz que a gestão é ótima ou boa. Quem ganha de dois a cinco salários mínimos são aqueles que menos gostam da gestão. Entrevistados com essa renda familiar (39%), disseram que a gestão é ruim ou péssima. Coincidentemente, esse mesmo grupo apresenta o maior percentual daqueles que acham a gestão boa ou ótima, 25% faz essa classificação. O mesmo percentual foi constatado entre entrevistados que têm renda entre um e dois salários.

20120716-074707.jpg


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro