26 de julho de 2017 às 07h09min - Por Mário Flávio

geraldo-alckmin-foto-agencia-brasil

Em longa entrevista dada na manhã desta terça-feira (25) ao radialista Geraldo Freire (Rádio Jornal), o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), disse que político que enriquece na vida pública “é ladrão”.

Afirmou, por outro lado, que não recebeu com alegria a notícia da condenação pelo juiz Sérgio Moro do ex-presidente Lula (PT) a 9 anos e 6 meses de prisão por corrupção passiva e ocultação de patrimônio no processo do tríplex do Guarujá.

Poucas horas após a entrevista do governador, Moro determinou que a BrasilPrev Seguros e Previdência mantenha o bloqueio de R$ 9 milhões, determinado por ele, de propriedade do ex-presidente Lula, para, se necessário, ressarcir o erário por dano eventualmente causado.

“Eventual resgate (do dinheiro) aguardará o julgamento da apelação contra a sentença criminal e será objeto de comunicação expressa”, escreveu o magistrado.

O Banco Central encontrou inicialmente R$ 606 mil em quatro contas bancárias do ex-presidente. Mas dois dias depois a BrasilPrev comunicou ao juiz Moro o bloqueio de R$ 7,19 milhões de Lula em plano de previdência empresarial e de R$ 1,84 milhão em plano de previdência individual.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro