28 de dezembro de 2013 às 09h48min - Por Mário Flávio

O Governo do Estado de Pernambuco, através da Secult-PE e Fundarpe, torna público o resultado do IX Concurso de Registro do Patrimônio Vivo de Pernambuco.

Ademir Souza Araújo, o Maestro Formiga; Amaro Arnaldo do Nascimento, o artesão Lula Vassoureiro; e a Sociedade Musical Cinco de Novembro (Banda Revoltosa de Nazaré da Mata) são agora Patrimônios Vivos da cultura pernambucana.

A seleção anual tem o objetivo de reconhecer e apoiar mestres e grupos que detêm conhecimentos e técnicas necessárias para a produção e a preservação de aspectos da cultura tradicional ou popular. Cada patrimônio vivo recebe do Governo do Estado uma bolsa mensal vitalícia e passa por diversos programas de ensino-aprendizagem, como oficinas, palestras e cursos com o propósito de transmitir seus saberes, processos fundamentais para a produção, manutenção e recriação de nossas manifestações culturais.

Valores das bolsas mensais*
Patrimônio Vivo – Mestre: R$ 1.021,62
Patrimônio Vivo – Grupo: R$ 2.043,24
*Valores determinados e corrigidos pela Lei do Registro do Patrimônio Vivo do Estado de Pernambuco, Lei nº. 12.196, de 02 de maio de 2002.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro