26 de junho de 2018 às 13h26min - Por Mário Flávio

O evento que oficializou a entrada do Grupo dos Ferreira e do PSC à frente “Pernambuco Vai Mudar”, nesta terça (26), foi marcado por duras críticas ao governo do Estado.

Segundo a organização, o ato reuniu cerca de 2 mil pessoas, na galeria The Garden Mall, em Piedade, Jaboatão dos Guararapes. Estiveram presentes os pré-candidatos a governador Armando Monteiro (PTB) e a senador Mendonça Filho (DEM), o prefeito Anderson Ferreira (PR), o presidente do PSC e deputado estadual André Ferreira, o senador Fernando Bezerra Coelho (MDB), o deputado federal Bruno Araújo (PSDB) e os ex-governadores Joaquim Francisco (PSDB), João Lyra Neto (PSDB) e Roberto Magalhães (DEM), entre outras autoridades.

O pré-candidato a governador Armando Monteiro ressaltou que o Grupo dos Ferreira tem credenciais políticas para compor a chapa e que o os Ferreira se juntarão à Frente para iniciar a discussão. “Em todos os momentos que conversamos com o Grupo Ferreira, em nenhum momento o nosso entendimento passou por exigência de cargos e posições. Agora, quando me perguntam quando vamos fechar a chapa, quais são os nomes, digo que Anderson e André estarão dentro dessa frente e vão construir conosco essa solução. Hoje, Pernambuco tem governador, mas não tem governo. E a tarefa desse conjunto de forças é restabelecer a autoridade do governo”, afirmou Armando.

Em seu discurso, o prefeito Anderson Ferreira ressaltou seu apoio a Armando Neto, destacando a liderança do pré-candidato à frente do grupo. “Liderança não se impõe, se conquista. Aprendi a fazer política com ética e não tenho medo da máquina. Vejo a máquina do Estado fazendo conchavos e eles achavam que os Ferreira iriam se render a este tipo de política. Nós entregamos nossos cargos e viemos somar com este grupo. Viemos sem impor condições e para criar um caminho que agregue. Nosso grupo soma e é a porteira de entrada para novos adeptos que tenham essa mesma coragem. Política se faz assim, com diálogo e sem barganha”, disparou.

O deputado André Ferreira ressaltou que a decisão de romper com o Governo Estadual foi por este ter perdido a capacidade administrativa. “Pernambuco é o Estado com maior desemprego no Nordeste. São 12 anos de um Governo sem condições de recuperar o Estado. Precisamos de um líder de verdade e você, Armando, é o líder deste grupo. As ruas estão cada vez mais ruidosas, pedindo mudança. Encontramos aqui políticos sérios e experientes para mudar o rumo de Pernambuco. Estamos vindo sem impor condições. Tenho disposição de atuar em qualquer posição para contribuir da melhor forma possível”, disse o dirigente do PSC.


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro