7 de janeiro de 2013 às 08h09min - Por Mário Flávio

20130107-080853.jpg

Da Folha

O ex-ministro da Justiça, Fernando Lyra, 74 anos, foi transferido, no último sábado, para o Instituto do Coração (Incor), em São Paulo, onde será submetido a novos exames. Lyra está internado desde o dia 29 de dezembro, quando foi levado ao Hospital Português, vítima de uma grave infecção urinária que afetou suas funções cardíacas. Segundo a assessoria de imprensa do ex-ministro, ele será submetido a novas avaliações hoje. Depois dos resultados, é que novos procedimentos deverão ser realizados. O médico responsável por Fernando Lyra no Instituto do Coração é doutor José Nicolau, que o acompanha há 15 anos. Porém, José Nicolau está viajando e, por enquanto, o médico Luciano Baraciole está acompanhando Fernando Lyra.

O ex-ministro está acompanhado da esposa, Márcia Lyra, da irmã, Angelice Lyra, e das três filhas. Ainda não há expectativa para alta, mas o quadro de saúde dele, apesar de ser considerado grave, é estável.

Lyra foi eleito deputado federal pela primeira vez em 1970, época em que militava no MDB. Foi reeleito para o cargo em 1974 e 1978. Em 1980, com o fim do bipartidarismo, ingressou no PMDB, elegendo-se novamente deputado federal em 1982. Mas se afastou do Congresso para atuar como Ministro da Justiça do governo José Sarney por um período de 11 meses, quando derrubou a censura. Voltou à Câmara Federal em 1986, ingressando no PDT no ano seguinte.

Lyra atuou ainda como coordenador da candidatura de Tancredo Neves à Presidência da República em 1983, e foi vice na chapa de Leonel Brizola que concorreu em 1989. Seu último mandato encerrou-se em 1998, e Lyra não voltou a disputar eleições.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro