28 de setembro de 2013 às 07h55min - Por Mário Flávio

20130926-172726.jpg

Ainda durante a visita de Fernando Bezerra Coelho (PSB) a Caruaru, houve espaço também para falar sobre a recente confirmação do vice-governador de Pernambuco, João Lyra, do PDT para o PSB. Bezerra, potencial candidato ao governo estadual, assim como João, aprovou a transição. “O partido ganha um grande quadro político, João Lyra tem serviços prestados a Pernambuco, já foi do PSB, regressa ao partido, portanto vai dar uma grande contribuição ao projeto do nosso partido”, defendeu.

Ele também negou que em algum momento a presidenta Dilma Roussef (PT) o tivesse convidado para o PT. “Ela jamais me fez esse convite, sempre respeitou minha posição partidária, mas o fato é que eu desenvolvi com ela uma relação de respeito, amizade e confiança. Eu sou muito grato por ter sido Ministro e servido ao governo honrado da presidente Dilma Rousseff”, completou.

Já sobre a sucessão ao governo estadual em 2014, Bezerra preferiu o discurso “2014 só em 2014”. “Este ano é administrativo por excelência, as questões políticas, dos candidatos, serão tratadas no primeiro trimestre do próximo ano. É evidente que a gente tem durante o prazo das filiações partidárias essas tensões se acirram, partidos buscam se fortalecer e atrair quadros, isso é natural, não se deve deixar que isso perturbe a relação dos partidos que formam a Frente Popular em Pernambuco”, concluiu.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro