6 de abril de 2017 às 07h34min - Por Mário Flávio

Felipe

O secretário de Turismo, Esportes e Lazer de Pernambuco, Felipe Carreras, foi eleito o novo presidente do Fórum Nacional dos Secretários e Dirigentes Estaduais de Turismo (Fornatur). Em São Paulo, onde o fórum se reuniu, o secretário foi escolhido para gerir o Fornatur com um mandato de um ano. Com o resultado, Carreras se tornou o primeiro nordestino a assumir a gestão do fórum.

A eleição desta quarta marcou o segundo encontro do fórum em 2017, realizado paralelamente à WTM – World Travel Market – Latin America, a principal feira de viagens e turismo do continente. Na oportunidade, Felipe Carreras foi aclamado presidente pelo colegiado, formado pelos secretários de estado de turismo e presidentes de órgãos estaduais de turismo. Na chapa única, também foram eleitos Gustavo Arrais (Secretário de Turismo de Minas Gerais) e Leandro Garcia (Secretário de Turismo de Goiás) para 1º vice-presidente e 2º vice-presidente, respectivamente.

“Estou muito honrado em assumir o posto de presidente do Fornatur. É uma grande oportunidade para não só fomentar o turismo em todos os Estados do Brasil, como aproveitar para trazer cada vez mais Pernambuco ao centro das discussões e tratativas envolvendo o tema. Vou me dedicar para que o turismo nacional cresça ainda mais”, pontuou Carreras.

Felipe Carreras pretende trazer para o âmbito turístico nacional 12 propostas que foram elaboradas na oportunidade da criação da chapa ao cargo máximo do Fornatur. Entre elas, estão o retorno dos voos mistos ou de cabotagem (voos internacionais com trechos domésticos) para dinamização da malha aérea, a diminuição da Taxa de Fiscalização da Aviação Civil (TFAC), o incentivo à aviação regional para maior integração entre as regiões do País, a articulação com senadores e deputados para ampliação dos recursos voltados ao turismo, a criação de comitês para monitoramento e discussão de temas relevantes à área, a institucionalização do Fornatur junto ao Ministério do Turismo para implantação de políticas públicas voltadas ao setor nos âmbitos estaduais e municipais, a legalidade dos cassinos junto ao Congresso Nacional visando à criação de emprego e renda e a isenção do pagamento do Programa de Integração Social (PIS) e da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) para o setor hoteleiro a fim de promover mais competividade e investimentos pelo referido setor.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro