7 de maio de 2013 às 11h25min - Por Mário Flávio

20130507-001716.jpg

Após a reunião para debater a situação dos animais em Caruaru, o gerente de proteção dos animais na cidade. Fagner Fernandes, disse que nos próximos dias a clínica veterinária será reaberta. A mesma está fechada desde agosto do ano passado, quando quase 20 animais foram encontrados mortos dentro de um veículo do Departamento de Vetores.

Mesmo com um trabalho ainda embrionário na cidade, o gerente garantiu que a estrutura é a ideal para iniciar os trabalhos. “Estamos nos adequando e nos próximos 15 dias vamos estar com a clínica disponível para atender a população e com o serviço de castração disponível, tudo isso vai funcionar no terreno da antiga Socapa. A gerência vai funcionar com uma equipe para fiscalizar as denúncias, contamos com veterinário, enfermeiro e assistentes técnicos na área da clínica, para que todo o processo das castrações seja iniciado, já que esse processo é mais emergencial”, garantiu.

Sobre as críticas da Uderva a respeito da quantidade de animais, Fernandes disse que a situação é razoável para uma cidade do porte de Caruaru. “Temos que lembrar que vamos fazer um rotativo, não podemos criar um depósito de animais. Nenhuma capital, como é o caso de Recife, Porto Alegre ou Rio de Janeiro, que têm secretarias especiais, consegue ter um canil para 100 ou 200 animais, a nossa ideia é ter um rotativo de 80 animais, sendo 50 cães e 30 gatos para que possamos fazer o trabalho de castração e feiras de doações, então cada animal deve passar entre 15 e 30 dias no canil”, pontuou.

Fagner Fernandes explicou ainda os motivos de só atender na nova clínica as pessoas cadastradas no Bolsa Família. “É uma situação questionada pela Uderva e protetores dos animais, mas a experiência anterior é que pessoas com boas condições financeiras iam fazer a castração e queremos dar prioridade as pessoas com menor poder aquisitivo, por isso, vamos exigir que a pessoa apresente o cartão do Bolsa Família. No entanto, como houve o questionamento, vamos limitar a dois salários mínimos”. Uma nova reunião deve debater essa situação dos usuários da clínica.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro