15 de agosto de 2012 às 11h47min - Por Mário Flávio

20120815-114719.jpg

Ainda segundo Fábio José (PSOL), durante entrevista na Rádio Liberdade nesta quarta (15), o plano de habitação da próxima gestão deve se voltar para a faixa da população que se encontra na periferia da cidade. Ele diz que seu projeto de coleta seletiva de lixo iria reduzir custos e economizar R$ 1milhão, que poderia ser investido em habitações populares.

“Infelizmente entregaram casas que foram de projetos federais. Mas queremos saber o papel do poder municipal, algo que vá além de investimentos privados de em loteamentos. Nossa proposta é a doação de casas para a população, através do aproveitamento do valor economizado com o sistema de reciclagem de lixo. Além disso, iremos fazer parcerias com os governos federal e estadual, para realizar financiamentos mais acessíveis”, explicou.

Ele ainda defendeu que é necessário fiscalizar com firmeza a regularização de terrenos para habitação em Caruaru. “A gente tá vendo Caruaru crescer verticalmente, enquanto as favelas aumentam, o que mostra que a cidade é pensada por meia dúzia de pessoas. Nosso projeto de habitação está voltado para a população carente. E para isso devemos fiscalizar os proprietário de terrenos irregulares, entrar em contato com o setor jurídico desses empresários, com o objetivo de dar agilidade na desapropriação dessas áreas, algo que não vem acontecendo nas últimas gestões e devido a isso, os loteamento encontram irregularidades”, ressaltou Fábio.


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro