4 de dezembro de 2012 às 19h04min - Por Mário Flávio

Na exposição, imagens que remontam o período da ditadura

Dando continuidade à programação da II Jornada de Direitos Humanos em Caruaru, promovida pela Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos (SEDSDH), por meio da Secretaria Executiva de Justiça e Direitos Humanos (SEJUDH); foi lançada nesta terça-feira (04), na Casa da Cultura José Condé, a exposição “Anistia e Democracia – Para que não se esqueça, para que nunca mais aconteça”. A mostra traz para os caruaruenses registros fotográficos que retratam a ditadura militar no Brasil e suas nuances, como imagens das vítimas, protestos civis, depoimentos de pessoas que vivenciaram essa época e momentos históricos.

Participaram da solenidade de abertura a secretária de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos de Pernambuco, Laura Gomes (PSB), o secretário executivo de Justiça e Direitos Humanos, Paulo Moraes, além da secretária de Direitos Humanos do Recife, Amparo Araújo. Em sua participação, Laura destacou a importância de manter vivo esse episódio da história do Brasil para estabelecer uma reflexão de que tais atos não podem acontecer novamente. “Uma exposição como esta representa o caminhar da plena democracia. É uma lembrança que deve ser preservada a titulo de reflexão, sem ranços ou “caça às bruxas”, pois é uma verdade que liberta”, ressaltou.

Já o secretário Paulo Moraes afirmou que a participação da comunidade é fundamental para que os resultados esperados. “O importante é que a população e, principalmente, a juventude, tome conhecimento do período da ditadura, da luta que foi necessária para superá-la e saber que ainda temos muito a conquistar, pois a democracia é imprescindível para a prevalência dos nossos direitos”, afirmou. A exposição segue até o dia 11 de dezembro na Casa da Cultura José Condé, Parque 18 de Maio, Caruaru.

Laura Gomes e Paulo Moraes participaram de inauguração do evento


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro