17 de dezembro de 2013 às 07h55min - Por Mário Flávio

O ex-diretor de Ações Culturais de Caruaru, Claudio Soares, voltou a alfinetar a gestão do prefeito Zé Queiroz (PDT). Segundo ele, o Sistema Municipal de Cultura, que deve ser votado em primeira discussão nesta terça-feira (17) na Câmara Municipal, já foi criado desde o ano de 2005, mas que não funciona, segundo ele, pela omissão. Ele não citou nomes, mas deixou a entender que a decisão de criar um outro Sistema, seria uma ação voltada para chamar atenção. Pelo facebook, Soares, soltou o verbo contra a atual gestão.

“Este governo do País de Caruaru é uma graça. Agora diz que vai ‘criar’ o Sistema Municipal de Cultura. Deveria ter a hombridade de dizer que vai, no máximo, recriá-lo, isso sim. Desse modo, respeitaria-se o o pioneirismo do então prefeito Tony Gel e a legislatura de 2005, que criaram o atual Sistema, que nunca funcionou por causa da omissão de muita gente. ‪#‎Megalomania‬ #‎MaisumadoGovernoQueiroz‬”, postou.

Claudio não se referiu a nenhum artista, visto que, de acordo com algumas lideranças da área cultural na cidade, esse Sistema que vai ser votado na Câmara é um pleito da classe.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro