31 de agosto de 2012 às 17h15min - Por Mário Flávio

Junior Colibri, o homem que seria um suposto cabo eleitoral do vereador Dr. Demóstenes (PSD) e que estaria tentando cooptar militantes do candidato a vereador Eduardo Guerra (PT), depois de ter deixado de trabalhar na campanha do petista, entrou em contato com o blog para dar sua versão sobre a acusação feita pelo candidato. Ele explicou, em nota, que apenas havia deixado a campanha de Eduardo Guerra, após a decisão que manteve indeferida a candidatura do candidato, embora o petista tenha entrado com recurso no TSE contra a decisão em segunda instância. Junior Colibri sustenta que não está tentando cooptar militantes de Eduardo e que o petista o teria ameaçado de morte.

No contexto

TRE mantém indeferimento da candidatura de Eduardo Guerra

Eduardo Guerra recorrerá ao TSE e vai continuar fazendo campanha

Eduardo Guerra acusa suposto cabo eleitoral de Dr. Demóstenes de tentar cooptar seus militantes

“Não conheço nenhum Júnior Colibri, ele é da turma de Eduardo Guerra”, responde Dr. Demóstenes

Segue a nota

Olá Mário Flávio

Surpreendi-me quando vi comentários a meu respeito no seu blog, interessante é que eu estive na campanha de Eduardo Guerra até o momento que ele foi indeferido por sete a zero no TRE. Eu li o processo e achei melhor sair de sua campanha, não queria meu nome envolvido com candidato que tem a Ficha Suja. O desequilíbrio do Sr. Eduardo Guerra, levou-o a me fazer ameaças de morte. Mas quanto a isso estou despreocupado, tomei as medidas cabíveis junto à justiça. Quanto a acusações que ele faz a outros candidatos isso é para manter-se em foco na mídia. Ele quer aparecer! Mas as minhas custas… Seria mais sensato se retirasse sua candidatura e apoiasse outro candidato, do que está fazendo pessoas sérias, que estão evolvidas em sua campanha, perderem seu precioso tempo.“Recuar um passo para avançar dois” já dizia Lenin. Gostaria que o candidato indeferido e ficha suja, Eduardo Guerra, também parasse de usar entidades religiosas e filantrópicas como trampolim político. E por favor, não tirasse o sossego de minha família com ameaças a minha vida. “Antigamente os cartazes nas ruas com fotos de criminosos ofereciam recompensa, hoje em dia pedem votos”.

Junior Colibri


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro