22 de novembro de 2013 às 07h55min - Por Mário Flávio

20131121-235137.jpg

O vereador Evandro Silva (PMDB) não gostou da nota enviada pela ATEC sobre transformar simbolicamente a Câmara de Caruaru em Casa Carlos Marighella. Ele foi a Tribuna e disparou críticas contra os docentes da cidade. Segundo ele, o país passa por um processo democrático e tem a livre expressão para opinar sobre o tema que quiser. O peemedebista que faz parte de um partido da base do governo Dilma Rousseff (PT) disse que o voto dele será reflexo dessa delicada relação com os militantes de esquerda.

“Nas próximas votações sobre a categoria dos professores eles peçam voto a Marighella, pois o meu não terão. Que democracia é essa que tanto defendem e você tem que ter a opinião igual a deles. Realmente, são muito democráticos”, ironizou o vereador, que deve desistir de pedir uma sessão Solene para comemorar os 50 anos do Golpe Militar.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro