16 de julho de 2012 às 18h24min - Por Mário Flávio

Em reunião realizada na tarde desta segunda-feira (16) na sede do BNDES, no Rio de Janeiro, o governador Eduardo Campos apresentou ao presidente do órgão, Luciano Coutinho, a carta-convite para que o estado possa contratar financiamento no valor global de R$ 1,069 bilhão para investimento em projetos estruturadores.

Os recursos fazem parte da linha de crédito especial, denominada Proinvest, criada pelo governo federal como instrumento para aumentar a capacidade de investimento público e, desta forma, criar condições para reduzir o impacto da crise financeira internacional no país. O Proinvest disponibiliza crédito de R$ 20 bilhões para os Estados com juros de TJLP mais 1,1% ao ano.

“Em Pernambuco, os recursos serão aplicados em projetos de ampliação ou recuperação da malha rodoviária, implantação de novas unidades de saúde e na ampliação da rede de escolas em tempo integral, ou seja, em obras que já estão em execução ou, no mínimo, licitadas”, disse o governador durante a reunião.

Eduardo voltou a pontuar que, a exemplo do que aconteceu em 2009, só o aumento do investimento garante proteção contra a crise. “Pernambuco foi capaz de multiplicar por quatro sua capacidade histórica de investimento e temos que continuar avançando. Só assim garantimos o dinamismo da economia, mantemos e ampliamos os empregos e apontamos para o pôs-crise”, acrescentou.

O governador compareceu ao BNDES acompanhado pelos secretários Alexandre Rebelo (Planejamento e Gestão), Paulo Câmara (Fazenda), Fred Amâncio (Desenvolvimento Econômico) e pelo secretário executivo de Planejamento, Orçamento e Captação de Pernambuco, Edilberto Xavier.


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro