24 de setembro de 2013 às 08h25min - Por Mário Flávio

marcelo cumarúApós 12 anos dedicados ao Democratas o advogado Marcelo Cumarú assume a presidência do PMDB na Capital do Agreste. Com atuação destacada na área jurídica, ele e a equipe da oposição, conseguiram manter a legenda no palanque de oposição, na eleição de 2012. O convite para Marcelo assumir a legenda foi feito pelo presidente de honra do PMDB, Dorany Sampaio, com a tutela do deputado estadual Tony Gel (DEM).

Com forte atuação junto a juventude, Marcelo foi candidato a vereador em 2004, obtendo 1500 votos, sendo o fundador do PFL jovem, que virou depois Juventude/Dem. Abaixo uma entrevista com Marcelo, na qual ele explica como deve conduzir o partido.

Qual a sua meta a frente do partido em Caruaru?
Permanecer seguindo as diretrizes da Executiva Estadual que colocou o partido no grupo liderado pelo Deputado Tony Gel aqui em Caruaru e continuar o trabalho de organização do partido, iniciado pelo empresário Adjar Soares. Trabalho esse, que já vinha fazendo desde ano passado como assessor jurídico do partido, quando enfrentamos um desgastante embate judicial pela titularidade da legenda e seu posicionamento nas eleições 2012.

Você assume o PMDB faltando menos de um mês para que aconteça a troca de partido para quem vai disputar a eleição no ano que vem. Pela sua ligação com o grupo liderado por Tony Gel, seria a confirmação da ida da ex-deputada Miriam Lacerda para o PMDB?
Estou assumindo o comando do partido hoje e ainda não tive nenhuma conversa com o deputado Tony Gel e a ex-deputada Miriam. Creio que no momento oportuno, eles comunicarão os seus destinos políticos. Se continuarão no DEM ou se irão para outra legenda.

Mas se o filho do casal, empresário Tonynho Rodrigues for candidato, ele disse que sai do DEM. O destino dele seria o PMDB?
A política é muita dinâmica. Tudo pode acontecer de um dia para outro. Como já disse, não conversei com eles sobre isso ultimamente, mas todos podem ficar, todos podem sair, ou uns ficarem e outros saírem.

O prefeito de Petrolina, Júlio Lóssio, recentemente escreveu uma carta e disse que tem a intenção de disputar o governo de Pernambuco. Em sua opinião, esse seria o melhor caminho para o PMDB?
Julio é um excelente gestor em Petrolina, o que indica que também seria um bom governador para nosso estado. Tiive a oportunidade de conhecê-lo e tive essa percepção. Mas acho que o destino do PMDB em Pernambuco deve ser traçado pelo liderança maior do partido em nosso estado, o senador Jarbas Vasconcelos.

O PMDB apoia a presidenta Dilma Roussef, o vice dela é do partido e aqui em Caruaru, a legenda faz oposição ferrenha. Sob o seu comando o PMDB segue na oposição em Caruaru?
As circunstâncias e peculiaridades regionais, faz com que no Brasil, em muitos casos, as legendas sigam diretrizes e posturas diferentes das do comando nacional. Aqui em Caruaru, o PMDB continua na oposição com uma excelente atuação do vereador Evandro Silva.

Como o PMDB pretende trabalhar para que a oposição seja mais atuante e organizada em Caruaru? Hoje existe uma crise de identidade e dúvidas sobre quem é oposição e situação com alguns vereadores na cidade. A criação da CPI da CGU é um exemplo, faltam votos da oposição para que a mesma seja instaurada.
O PMDB vem exercendo o papel de oposição com maestria, tanto é que o pedido para que a CPI fosse criada foi do vereador Evandro Silva. O partido vai seguir exercendo esse papel e vai continuar nessa luta, mesmo a oposição senso minoria e muitas vezes não se entendendo, o vereador Evandro mostra como se faz oposição.

Você sempre militou na juventude, qual vai ser o foco a frente do PMDB para esse público?
Venho cumprir uma missão, que me foi dada pelo presidente de Honra Dorany e pelo secretário Otávio Veloso. Vamos lutar para inserir a juventude do partido nesse amplo debate, para que possamos começar um processo de renovação no PMDB de Caruaru.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro