14 de julho de 2013 às 10h25min - Por Mário Flávio
20130714-101845.jpg

Magno avalia blogs e redes sociais como essenciais para a democratização da mídia

O Blog do Mário Flávio conversou com o jornalista Magno Martins, pioneiro no jornalismo em blogs em Pernambuco, durante sua visita a Caruaru para prestigiar o lançamento de mais um blog de notícias regional, o do jornalista caruaruense Wagner Gil. Ele apresentou, aliás, uma palestra sobre as formas como o público pernambucano está se informando atualmente. Em pauta, o blog enquanto ferramenta para renovação do mercado de comunicação e democratização da mídia.

Direto, ele não escondeu seu ponto de vista negativo, até pessimista, em relação ao futuro dos jornais impressos no país, além avaliar que já passou da hora de investir comercialmente na internet como fonte de informação. ao destacar uma pesquisa publicada pelo Instituto Opinião, que apontou vantagem da internet em relação a meios de comunicação tradicionais, como o impresso e o rádio. Além disso, ele ressaltou o que considera ser o segredo para a qualidade de um blog: segmentação de conteúdo.

Johnny Pequeno – Recentemente, tivemos o lançamento de mais um blog de notícias para Caruaru, de um jornalista já veterano, Wagner Gil, que está se adaptando à era digital. Tomando esse exemplo, como você avalia essa transição de jornalistas de veículos tradicionais para a produção de conteúdos em blogs ou portais de notícias?

Magno Martins – Esse é o caminho inexorável, natural. Quem está na imprensa escrita hoje, está praticamente vivendo os últimos dias dessa era, que está sendo sepultada pelo online. Nessa palestra que trouxe para Caruaru, apresentei dados inéditos em Pernambuco que mostram que a internet é o segundo meio que as pessoas mais acessam para obter informação, só perde para a TV, e já passou o Rádio. Jornal é o último. Enquanto 18% disseram que se informam pela internet, apenas 1,9% disse que se informa por jornais. No mundo inteiro os jornais estão em queda livre, e aqui no Brasil não poderia ser diferente. Tivemos o fechamento do Jornal do Brasil impresso, hoje é só online. O Estadão, o segundo maior do país, caminha para ser online, circulando com três cadernos. A Folha de SP está numa crise terrível, quem segura hoje economicamente a Folha é o UOL, que tem o maior faturamento do grupo atualmente. E as organizações Globo estão fazendo um grande investimento na televisão online, porque sabem que estão entrando em um grande filão do mercado. Para comprovar tudo isso, a gente vê as manifestações no país, que levaram 100 mil pessoas às ruas, mobilizadas pelas redes sociais. Quem ficar com a cultura do passado, em uma visão romântica, achando que vai se manter no impresso, está com os dias contados.

Mas, além dessa visão romântica, acredito que também podemos falar em uma visão comercial, de um nicho de mercado a ser explorado. Vemos profissionais que lançam blogs e procuram espaço para impulsionar suas próprias marcas, de forma independente de grandes veículos. Você acredita que o blog representa, sob essa ótica, a democratização da mídia?

Ah, sim! A internet chegou para democratizar o acesso à informação. No Brasil de antes, a informação era controlada pelos donos da Mídia. Seu Roberto Marinho, o grupo do Jornal do Brasil, Estadão… Já foram também os Diários Associados, num passado recente. Com a chegada da internet, o acesso das pessoas para fazer a informação foi democratizado. Qualquer pessoa hoje pode ter seu espaço na internet. A maior fonte de informação hoje viraram as redes sociais. Por isso há tanta discussão para regularizar a internet, pois chegou para que as pessoas tenham informações verdadeiras, não manipuladas…

 Enquanto 18% disseram que se informam pela internet, apenas 1,9% disse que se informa por jornais

Nós observamos que em Pernambuco há muitos blogs, no Sertão, no Agreste, como é o caso de Santa Cruz do Capibaribe, em que há pelo menos 4 blogs de notícias. Mas,você não avalia que na contrapartida de haver tantos blogs pelo estado, há o risco de se produzir conteúdo com pouca qualidade?

Eu sou pioneiro em blog em Pernambuco, fundei o meu há 7 anos, quando abri o blog do Magno, ninguém pensava que ia dar certo, porque não havia essa cultura de internet; então eu trouxe a informação online para o estado em formato de blogs, enquanto no Brasil o pioneiro foi Ricardo Noblat. No estado, cheguei primeiro, aliás, que o Jornal do Commercio, já que o Blog de Jamildo surgiu seis meses depois que o meu. Mas, o problema é o seguinte: as pessoas começam a abrir blogs sem consciência do que é isso. O blog e uma página segmentada na internet. Quem conhece meu blog, sabe que eu trato apenas de política. Quem mistura política, economia, esportes em uma página só, está fazendo um site de variedades, não um blog. Esse é o grande diferencial, pois as pessoas não podem achar que um blog deve cumprir o papel editorial de um portal, de um jornal online. Quando você quer saber o que acontece na política em plano nacional, a referência é o Blog do Noblat, assim como as pessoas buscam a referência do Blog do Magno quando o assunto é a política em Pernambuco. As pessoas precisam criar uma identidade, essencial para os blogs, pois a partir disso você vai marcar o seu trabalho. Em paralelo, a internet cresceu, ocupando 18% do mercado no estado, contra 1,9% no impresso, mas os anúncios não foram transferidos nesses percentuais para a internet, pois a cultura dos anunciantes ainda considera que terá mais futuro com a divulgação no impresso.

E a partir dessa linha de pensamento, qual o seu recado para os blogueiros caruaruenses?

É que façam um trabalho, como já vêm fazendo, um trabalho sério, competente, voltado para dar informação em primeira mão. Pois o papel do blog é antecipar o que está acontecendo, a notícia que você só veria no dia seguinte, então precisamos estar antenados 24h por dia na informação, para deixar nossos leitores atualizados constantemente. A força do blog é que ele como é uma rádio: informa instantaneamente, em tempo real. Os colegas aqui de Caruaru devem manter essa velocidade da informação e se concentrar na segmentação de conteúdo. Também quero dizer que sou um dos leitores dos blogs aqui de Caruaru, a exemplo do Blog do Mário Flávio e agora acompanharei o de Wagner Gil, pois a informação sendo importante, eu a faço chegar também ao meu blog, através do compartilhamento de informações aqui na cidade.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro