12 de agosto de 2012 às 09h16min - Por Mário Flávio

Bruno avalia de positivamente participação do PSDB nas majoritárias em PE – Crédito: George Gianni/ PSDB

O deputado federal Bruno Araújo, líder do PSDB na Câmara Federal, marcou presença em Caruaru, no comício realizado pela candidata a prefeita Miriam Lacerda (DEM) nos bairro São João da Escócia nesse sábado (11). Em entrevista ao blog, o tucano avaliou a parceria de Miriam e Diogo Cantarelli (PSDB) na chapa das oposições na cidade e também comentou sobre a expressividade de candidatos tucanos em outras cidades do Agreste Pernambucano, inclusive no que se refere às parcerias com o PSB em algumas chapas majoritárias. Ele falou ainda sobre a candidatura de Daniel Coelho e disse que o PSDB na capital está mostrando seu time nas ruas, assim como no restante do estado, apesar de o candidato ter aparecido com pouca expressividade nas últimas pesquisas de intenção de voto.

Que avaliação você faz das primeiras ações de campanha da candidata Miriam Lacerda?

São movimentos que tem empolgado a população em uma eleição que tem contagiado as pessoas. Miriam é uma mulher que assumiu uma liderança natural junto ao eleitorado de Caruaru e estamos muito confiantes no potencial, nas propostas e no compromisso dela com a população.

Diogo Cantarelli é uma figura jovem e relativamente inexperiente, pelo menos no que diz respeito a sair em uma disputa majoritária em Caruaru. Qual sua análise da participação dele no palanque de Miriam?

Isso gera um equilíbrio. Nós temos uma mulher candidata, forte e firme e temos uma liderança jovem que se aproxima e apresenta uma linguagem acessível e clara para a população jovem que tem dificuldade de se relacionar com a política. Nossa aposta é que essa aliança possa permitir algo de bom para o município de Caruaru, com inovação e compromisso.

A união do DEM e PSDB aqui em Caruaru aparenta ter se revelado de forma positiva entre o eleitorado da base das oposições.  Esse caso pode servir de exemplo para mostrar que em Recife deveria ter sido feito o mesmo?

Nós temos, na complexidade de ações nacionais, uma série de alianças importantes. A exemplo do que aconteceu aqui em Caruaru, isso se repete em Salvador, onde o PSDB apoia o amigo ACM Neto, como se repete em São Paulo onde o DEM apoia José Serra. São alianças nacionais que se consolidam. Às vezes por uma questão local ou por outro tipo de projeto não se pode caminhas junto, mas na grande maioria dos casos temos os dois partidos têm caminhado juntos nestas eleições.

Você apoia alguns candidatos do PSB na região, como Odon em Toritama. Qual o nível de receptividade que as parcerias de PSB  e PSDB tem tido regionalmente?

A relação entre os dois partidos se consolida em diversas cidades. Somos aliados em Belo Horizonte, em Curitiba, por exemplo. Em Toritama, onde o PSDB indicou o candidato a vice de Odon, a eleição deve confirmar uma virada. É um município onde assistimos inclusive em reportagem na Rede Globo, essa semana, que se trata de uma cidade rica, mas que deixa muito a desejar no que se refere a infraestrutura. A nosso objetivo é que em Toritama a unidade traga uma nova linha de governo para a população.

Em Caruaru Miriam Lacerda afirma que aposta no Orçamento Participativo como uma das metas do plano de governo. No entanto, a base de governo critica que isso se trata de uma política de esquerda que não pode ser sustentada por representantes de partidos de direita. Qual sua opinião sobre isso?

Acho que o povo deve definir pela política do bem. Esquerda, direita, do meio, do canto… Conheço muitos governos de esquerda que não fazem nada pela população, conheço governos de direita que também não cumprem sua expectativa com o povo. Pra mim o que vale é acreditar na melhoria de condições para a cidade e isso eu creio que Miriam vai fazer.

Qual sua avaliação sobre a candidatura de Daniel Coelho?

Ele é um jovem deputado que tem uma oportunidade de disputar uma eleição em uma legenda nacionalmente importante, a qual eu tenho a honra de liderar em Brasília, e ele tem tudo para fazer uma eleição que marca uma posição importante para o PSDB, que estava afastado das eleições  municipais há muitos anos no Recife. É o momento do partido se reencontrar com o eleitor da capital pernambucana.

Mas, você cita isso mesmo com a pouca expressividade de Daniel nas pesquisas?

Acho que eleição é igual a time de futebol. Se o time disputa campeonato tem torcida, se não disputa, tende a desaparecer. Entramos com nosso time em campo e a torcida começa a aparecer.

 


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro