29 de junho de 2017 às 15h50min - Por Mário Flávio

O MJPOP – Movimento Jovem de Políticas Públicas da ONG internacional Visão Mundial, maior organização humanitária do mundo – participa, em parceria com lideranças e membros de dezenas de igrejas e organizações sociais cristãs, de um ato pela paz nesta quinta-feira (29), no Recife. A ação se dará no Palácio das Princesas, que amanhecerá repleta de cruzes e corpos, representando as mais de 2.500 vítimas de homicídios registrados somente esse ano em Pernambuco. A ação é uma forma de manifestar repúdio ao aumento exponencial dos índices de violência no estado, em 2017, cobrando ação efetiva do governo em relação à segurança pública e prestando solidariedade às famílias enlutadas.
Durante o protesto, integrantes do MJPOP realizarão ações e entregarão panfletos, para o despertar de consciência da população sobre o absurdo estado de insegurança a que se está sujeito hoje em Pernambuco. Também haverá momentos solenes, de oração pela cidade, Estado e País.

O ato público é promovido pelo Movimento PE de PAZ, que tem como objetivo mobilizar a sociedade civil para a temática da violência, bem como pressionar o governo a fim de que medidas de combate à criminalidade no Estado sejam tomadas, contribuindo assim, para a construção conjunta de uma cidade melhor e mais segura.

INICIATIVA – A principal motivação para a realização do ato foi o aumento dos índices de violência no primeiro trimestre de 2017, o que tem assustado os pernambucanos cotidianamente. De acordo com dados divulgados pela Secretaria de Defesa Social (SDS), foram assassinadas em Pernambuco quase 2.500 pessoas apenas nos primeiros seis meses desse ano. Isso significa que, havendo esta continuidade, o estado é responsável por 10% dos homicídios em todo o país e 1% dos homicídios de todo o mundo.

A violência em Pernambuco já vinha apresentando índices alarmantes desde dezembro de 2016, considerado o mês mais violento dos últimos 10 anos no Estado com a ocorrência de 472 assassinatos. O total de 4.479 homicídios ocorridos em 2016 revela à sociedade a pior crise do Pacto Pela Vida, programa do governo estadual que completou 10 anos de implantação em maio, tornando Pernambuco um estado seis vezes mais violento que São Paulo. Em 14 de junho de 2017, 2495 homicídios já aconteceram em PE.

De acordo com Edgleison Rodrigues, Articulador Nacional de Juventudes da Visão Mundial, “chamar a atenção para os altos índices de homicídios da juventude é uma bandeira que o MJPOP considera estratégica, porque atinge diretamente os jovens da periferia, ou seja, a juventude negra, pobre, que depende muito de uma atenção maior por parte das políticas públicas”, afirma. E continua: “A maioria dos adolescentes e jovens que compõem o MJPOP vivem nas periferias, e todos os dias temos visto amigos, familiares e conhecidos sendo mortos, vitimas dessa violência. Nós acreditamos que é necessário e urgente uma ação mais estratégica no combate aos homicídios e ao extermínio das juventudes. Por isso, o MJPOP vai estar junto com a Visão Mundial, o Movimento PE de PAZ e diversas outras organizações, chamando a atenção da sociedade para essa violência”, ressalta.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro