9 de outubro de 2012 às 18h12min - Por Mário Flávio

Após o resultado das urnas quatro vereadores não conseguiram renovar os mandatos. Mas se o cálculo não fosse pelo quociente eleitoral e sim pelo número de votos a composição seria outra. Sete dos eleitos estariam fora e todos os atuais edis que disputaram a reeleição renovariam os mandatos.

As maiores bancadas seriam de PSD e DEM, com quatro vereadores cada. Veja como ficaria a Casa Jornalista José Carlos Florêncio se os 23 eleitos fossem os mais votados:

1 – Dr. Demóstenes (PSD) – 5979
2 – Marcelo Gomes ( PSB) – 4320
3 – Cecílio (PTB) – 4238
4 – Ranilson Enfermeiro (PTB) – 4195
5 – Lula Tôrres (PR) – 4149
6 – Leonardo Chaves (PSD) – 3606
7 – Zé Ailton (PDT) – 3601
8 – Edmilson do Salgado (PCdoB) – 3528
9 – Gilberto de Dora (PSB) – 3511
10 – Ricardo Liberato (PSC) – 3351
11 – Alecrim (PSD) – 3284
12- Bruno Lambreta (PSD) – 3205
13 – Val (DEM) – 3026
14 – Wedna do Hospital (PDT) – 2968
15 – Eduardo Cantarelli (PSDB) – 2829
16 – Louro do Juá (DEM) – 2497
17 – Evandro Silva (PMDB) – 2436
18 – Neto (PMN) – 2226
19 – Romildo Oscar (PTN) – 2150
20 – Duda do Vassoural (DEM) – 2020
21 – Joel da Gráfica (DEM) – 1958
22 – Zé Carlos do Sindicato (PSC) – 1957
23 – Lícius Cavalcanti (PCdoB) – 1789


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro