14 de janeiro de 2013 às 15h55min - Por Mário Flávio

No município de Palmares, segundo agricultores o Consórcio responsável pela construção da barragem de Serro Azul resolveu bloquear e destruir o trecho da PE 103 que liga as cidades de Palmares e Bonito. De acordo com informações repassadas pelos camponeses, a medida prejudica o escoamento da produção e o direito de ir e vir de centenas de trabalhadores e trabalhadoras do campo que vivem nas proximidades da obra e que estão sendo atingidos pela construção da barragem desde 2011 (como os moradores dos Engenhos Verde, Engenho Canário, a comunidade do distrito de Serro Azul e o assentamento Serra dos Quilombos). As famílias ficaram indignadas com a situação e na última sexta-feira, dia 11, resolveram realizar uma manifestação no local para impedir que a empresa continuasse o bloqueio da estrada.

De acordo com informações no local, o Consórcio responsável pela construção da Barragem, CMT Engenharia e Triunfo Construtora, argumentou que o cronograma da construção da obra estava atrasado e resolveu bloquear a estrada, sem antes construir um desvio ou rota alternativa para as comunidades. Durante a manifestação, uma Comissão formada pelos moradores dos Engenhos se reuniu com representantes do Consórcio. De acordo com Geovane Leão, agente da Comissão Pastoral da Terra, “os camponeses reafirmaram que a medida os deixaria isolados, dificultando ainda mais o escoamento de seus produtos. Os moradores exigem a manutenção e desbloqueio da estrada até que um desvio seja construído no local”.

Após a reunião, ficou acordado que o Consórcio CMT Engenharia e Triunfo Construtora deverá construir o novo acesso até a próxima quarta-feira, dia 17 de janeiro. Ainda de acordo com Geovane, caso o compromisso não seja cumprido, os trabalhadores e trabalhadoras estão preparados para realizar novas manifestações.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro