26 de outubro de 2012 às 18h12min - Por Mário Flávio

O presidente nacional do DEM, José Agripino, enviou nota em que atribui o apagão da noite de quinta (26) ao que ele chama de uso irresponsável de empresas estatais pelo governo federal.

Segue na íntegra a nota

Mais uma vez milhões de brasileiros são afetados pela falta de energia elétrica. Nesta madrugada, foi a população dos nove estados do Nordeste e de parte do Norte do país. A origem do novo “apagão de Dilma”, que deixou o Norte e o Nordeste, em média, mais de três horas sem energia elétrica está no abandono da meritocracia pelo governo do PT, nas estatais e na ocupação desenfreada e inconsequente de cargos estratégicos por critérios exclusivamente partidários.

A desorganização das empresas de energia elétrica nos governos do PT fragiliza a manutenção e a operação do sistema. Some-se a isso a falta de investimentos. Hoje, quando as estatais têm o desafio de uma operação no limite do sistema, invariavelmente ocorrem apagões no Sudeste e no Nordeste, enfim, em todo o país. O alívio de carga não funciona. É o retrato do desprezo pela qualidade técnica.

Esses apagões não acontecem por causas naturais ou simples falhas, como procura sistematicamente justificar o governo do PT. Há o uso das empresas estatais de forma irresponsável pelo governo.

Toda a sequência de fatos lamentáveis de suprimento de energia elétrica no Brasil de Norte a Sul decorre de um marco regulatório defeituoso que minimizou novos investimentos no setor. Esse marco foi proposto e pessoalmente defendido pela então ministra das Minas e Energia Dilma Rousseff, hoje presidente da República.

José Agripino
Presidente Nacional do Democratas


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro