30 de agosto de 2013 às 04h27min - Por Mário Flávio
eduardo_aecio

Encontro ocorreu na casa do governador de Pernambuco – Foto: Roberto Pereira

Dois possíveis adversários na disputa presidencial de 2014, o governador Eduardo Campos (PSB-PE) e o senador Aécio Neves (PSDB) se encontraram em um jantar nesta quinta-feira (29), na casa do socialista, na zona norte do Recife. A imprensa do sudeste interpreta que eles ensaiam ‘aliança tática’ temporária para unificar o discurso contra a presidente Dilma Rousseff (PT). No entanto, Campos aparentou demonstrar frieza com o aceno feito pelo senador, que disse desejar “construir um novo ciclo para o Brasil”.

Em entrevista à imprensa após o jantar, Eduardo considerou que todos podem ajudar a formar uma nova agenda para o País. “Todos nós, cada um do seu jeito, cada um no seu campo político, vai ajudando a construir”, disse, ao ser questionado sobre a declaração do parlamentar. Também indagado se tem mais convergência com o governo ou a oposição, Eduardo Campos voltou ao discurso conciliatório, dando sinais de afinidades com o PSDB e o PT.

Já o senador citou que não vê dificuldade de PSDB e PSB estarem no mesmo palanque no próximo ano nos palanques estaduais, destacando que os partidos já têm convivência em locais como Minas Gerais e São Paulo.

“Eu nunca escondi que gostaria muito de, um dia, estar construindo uma nova agenda, um novo ciclo para o Brasil – de eficiência na gestão pública, de ética, de transparência e de resultados – ao lado do governador Eduardo Campos. Ele hoje está em um campo político diferente do meu, isso tem que ser respeitado, mas não escondo que, se isso for possível, eu acho que quem ganha é o Brasil”, declarou Aécio. Para o senador, o ponto de maior convergência entre seu pensamento e o do governador é a defesa do debate em torno do novo pacto federativo.

Com informações da Folha de SP e Blog de Jamildo


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro