11 de fevereiro de 2016 às 07h06min - Por Mário Flávio

sivaldo albino 2

O vereador Sivaldo Albino (PPS), da bancada de oposição na Câmara Municipal de Garanhuns, divulgou nota no município criticando o prefeito Izaías Régis (PTB) por ter deixado sair para Gravatá um dos principais eventos culturais e turísticos do município: o “Garanhuns Jazz Festival”. Alegando que não dispunha de R$ 600 mil para patrocinar o Festival – que se realizaria durante o período de carnaval -, o prefeito anunciou o seu cancelamento e a sua retomada em 2017.

Os organizadores, porém, não perderam tempo. Conseguiram apoio da prefeitura de Gravatá e o transferiram para este município, que fica mais próximo do Recife (80 km) e tem uma rede hoteleira bem maior. A nota do vereador diz o seguinte: “Quero externar a minha tristeza e o meu repúdio ao prefeito de nossa cidade, que não teve um pingo de atenção aos que foram brincar e se divertir nesse bloco tradicional (As Virgens), que é a única coisa que nos resta do carnaval”.

“O prefeito sequer mandou um trio elétrico para a Avenida Rui Barbosa ou para a Praça Mestre Dominguinhos, sem contar também que acabou com o Festival de Jazz, um evento que estava consolidado no nosso município, que divulgava o nome de Garanhuns e que ocupava de 80 a 90% da rede hoteleira. Além disso, movimentava também os bares, os restaurantes e até o pessoal do comércio ambulante”.

Enquanto isso, a abertura do Gravatá Jazz Festival foi um sucesso musical e de público. Rodrigo Santos, do Barão Vermelho, foi a primeira atração do evento, que se realizou no Pátio de Eventos Chucre Mussa Zarzar. Prestigiaram o ato o interventor Mário Cavalcanti, a secretária municipal de Turismo, Daniela Alecrim, o secretário de Governo, Comunicação e Imprensa, Arthur Cunha e o curador do evento, Giovanni Papaleo.

Entre os artistas nacionais e internacionais que se apresentaram no evento, mereceram destaque os seguintes: Tico Santa Cruz, Toni Tornado, Koko Jean Davis, Bex Marshall, Mardi Gras e Roberto Menescal. Terça-feira (9), última noite do evento, a programação foi iniciada com o cortejo do Mardi Gras, desfile musical no estilo “Jazz de Rua” de Nova Orleans (EUA).

Subiram ao palco Dom Angelo Jazz Combo com a participação do trompetista norte-americano Mark Rapp, além do guitarrista Artur Menezes, que contou com a participação do convidado Vasco Faé. As últimas atrações foram o saxofonista Derico (Programa do Jô), Flávio Guimarães, Uptown Blues Band, e a guitarrista, Dex Marshal.


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro