4 de maio de 2018 às 20h29min - Por Mário Flávio

Em entrevista à EBC, que durou quase uma hora, o presidente Michel Temer fez um balanço de seu governo e respondeu, entre outros pontos, a questões sobre economia, intervenção federal, reeleição e desemprego no Brasil.

Com relação à economia brasileira, o emedebista destacou que o diálogo criado com o Legislativo foi “satisfatório” para a rápida aprovação de medidas como o estabelecimento de um teto para os gastos públicos.

Ao falar do desemprego, que ainda assombra milhões de brasileiros, ressaltou a criação de quase 200 mil novos postos de trabalho, citando como fonte o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), que contabiliza o número de carteiras assinadas no país.

A segurança pública também foi pauta da entrevista. Sobre a intervenção federal no Rio de Janeiro, estado que sofre grave crise econômica e social, Temer afirmou “que não se resolve um problema crônico do dia para a noite” e que os resultados não são imediatos, como “muitos gostariam”.

“Desde o momento em que nós decretamos a intervenção, nós registramos que essas questões não se resolvem de um dia para o outro ou de um mês para o outro. Eu fui secretário de Segurança Pública de São Paulo duas vezes. Em cada uma, fiquei cerca de três anos. E quando eu começava uma atividade de combate à criminalidade, eu percebia e tinha a convicção que só depois de quatro, cinco ou seis meses teríamos resultados. Segundo ponto é que a presença da intervenção, ou dos interventores, de alguma forma, começou a dar uma sensação de segurança no Rio de Janeiro.”

O presidente falou também sobre a Reforma da Previdência, que teve a tramitação suspensa no Congresso após a intervenção no Rio de Janeiro, e garantiu que o governo não desistiu de aprovar a proposta. Perguntado sobre como avaliava a Operação Lava Jato, Temer foi direto e disse que ela mostra que as instituições têm funcionado “como deveriam”.

“Você tem que preservar a harmonia e a independência entre os poderes. Não por que queiramos, mas por que a soberania popular quando criou o estado brasileiro, assim determinou.”

Temer ainda comemorou a recuperação financeira da Caixa e do Banco do Brasil. Ao final da entrevista, afirmou que ainda não decidiu sobre uma possível reeleição e que a questão deve ser definida até julho.


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro