27 de junho de 2013 às 11h40min - Por Mário Flávio
Na entrevista, o prefeito comentou que o municpio se antecipou a reinvindicações - Crédito: Rafael Lima/ PMC

Na entrevista, o prefeito comentou que o municpio se antecipou a reinvindicações – Crédito: Rafael Lima/ PMC

Em entrevista coletiva, o prefeito Zé Queiroz (PDT) comentou os protestos ocorridos Brasil a fora e em especial em Caruaru. O chefe do Executivo iniciou a abertura da entrevista com uma breve apresentação sobre o tema e disse que se antecipou aos movimentos com a criação da Secretaria de Participação Social. Segundo o pedetista, o foco da atual gestão é o diálogo, uma das prioridades. O prefeito citou ainda a criação da Lei de Acesso a Informação, o Portal da Transparência e a destinação de 100% dos Royalties do Petróleo para a Educação. O prefeito disse ainda que algumas pessoas do movimento em Caruaru procuraram a secretaria de Participação Social para solicitar uma reunião, para depois ter um novo encontro com ele. A reunião foi marcada para às 15h na secretaria da Mulher.

No contexto

Parte dos manifestantes não aceita reunião com secretária de Participação Social

Louise Caroline diz que secretaria de Participação Social está à disposição de outros manifestantes

“Eu tenho que aceitar a reivindicação do movimento e eles decidiram que primeiro teriam uma reunião com a secretária, para depois termos um grande encontro com o grupo maior e com a participação da imprensa”, disse. O ofício citado por Zé Queiroz é assinado por Diogo Henrique da Silva, Everton Renault Melo Lima e Thiago Beserra Gomes. Sobre a ida dos manifestantes a frente do prédio onde ele mora, o prefeito disse que estava tranquilo e garantiu que se esforça para dar um banho na mobilidade elementar com a liberação das verbas federais.

Na ocasião, o prefeito adiantou que em julho vai ser criada a Conferência dos Transportes Públicos, para discutir todas as questões do setor e até mesmo um debate sobre a reformulação do Conselho Municipal de Trânsito. “Esse Conselho precisa ser repensado e vamos diminuir a representatividade do poder público, ficando só com a presidência, já que não temos a intenção de ter maioria nesse Conselho”, disse.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro