18 de outubro de 2013 às 20h17min - Por Mário Flávio

20131018-201713.jpg

No Dia Nacional do Médico, Vereadores da bancada da oposição e situação realizaram ações no sentido de avaliar o serviço de saúde municipal de Caruaru. Os trabalhos envolveram visita in loco e debates com gestores do setor. Pela manhã, o parlamentar Ricardo Liberato (PSC) conversou com a secretária de Saúde, Aparecida Souza. “Na verdade, foi uma continuação de uma conversa que já havíamos iniciado. Foi sobre a melhoria nos postos de saúde. Esta semana, foi divulgado que a população enfrentou grandes filas. O motivo não foi falta de médico, ou má prestação de serviço. Foi que a internet ‘caiu’, então não havia como marcar consulta on line. A secretária disse que o serviço já foi reparado e que, mesmo assim, a manutenção será constante durante a próxima semana”, contou Liberato.

Pela tarde, uma comissão visitou a Casa de Saúde Bom Jesus – referência no ramo de obstetria no interior de PE. Em pauta o debate com gestores sobre as mortes ocorridas na unidade. A diretora Ida Guerra explicou aos parlamentares que o processo de investigação está bem adiantado, mas não pôde detalhar. “Nós enviamos à promotoria todos os documentos e prontuários solicitados. Temos tudo isso protocolado. E garanto que, em nenhum momento, vamos omitir informações. Mas temos que aguardar, pois é preciso rigor”, frisou a diretora.

No debate, chamou atenção a preocupação da oposição e situação sobre a necessidade de primeiro procurar apurar os fatos para, só depois, divulgar na tribuna e na imprensa. “Embora de bancadas diferentes, concordamos que é preciso ter cuidado com as informações. Pois, pode-se gerar um temor na população. Concordo que é preciso cuidado”, disse o oposicionista Louro do Juá. O vereador Gilberto de Dora conclui atestando que o debate foi proveitoso por causa da união entre oposição e situação na tentativa de achar uma solução para os problemas.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro