11 de setembro de 2013 às 07h25min - Por Mário Flávio

20130911-031030.jpg

Foi definida a Comissão Eleitoral que organizará o processo da eleição interna do diretório PT em Caruaru, o PED 2013. Os nomes foram escolhidos durante reunião da Comissão Executiva do partido na noite dessa terça (10), na Academia Caruaruense de Cultura Ciências e Letras (ACACCIL). Já nesta quarta-feira, a comissão deve receber os nomes daqueles que vão compor a chapa única do processo, definida após consenso entre todas as tendências e coletivos que atuam pelo partido no município.

Os escolhidos na comissão eleitoral foram Janaína Yara, Maria de Fatima e George Araújo. Já no comando da chapa está Adilson Lira, da tendência Democracia Socialista (DS), considerado o nome de consenso entre os militantes locais. Em paralelo, os membros da comissão executiva e da eleitoral também devem definir o início da tarde desta sexta os integrantes da chapa para a nova composição do diretório, que deve contar com 32 membros, mais um terço de suplentes.

“Essa comissão vai cumprir a parte burocrática de composição da chapa e eleição do presidente, para encaminhar à direção do partido e conduzir o processo eleitoral. Já houve acordo político quanto a formação dessa chapa, houve diálogo com todas as tendências e pretendemos apresentar todos os nomes dessa chapa até o meio dia”, explicou Adilson Lira.

Já sobre a especulação de uma mulher compor a vice nessa chapa, Adilson informou que não houve discussões sobre isso. “Democrático como é o PT, que defende inclusão de gêneros e etnias, acredito que não deve ser apenas uma mulher a vice, mas que a maioria da direção seja composta por mulheres, negras, negros, jovens… Mas ainda não nenhuma discussão definida sobre nome de vice, até porque estaremos apresentando a candidatura a presidente, que é o meu nome, e a chapa do diretório. Discussão de cargos da comissão executiva, ocorrerá só em novembro, depois da eleição do PED”, completou.

Para Hérlon Cavalcanti, que atua como presidente interino na ausência de Vanuccio Pimentel – em viagem a Itália – a unificação da candidatura visa o fortalecimento do partido em meio a especulações sobre as eleições em 2014. “Isso é o PT aprendendo com seus erros, queremos unidades e esperamos que o partido apresente os melhores nomes de cada tendência. O partido está vivendo um momento difícil no país, mas nos preparamos para fortalecer a legenda. Nós apoiamos a reeleição de Dilma em 2014 e isso significa a existência de vários cenários. Se Eduardo Campos for candidato a presidente pelo PSB, aqui em Caruaru deveremos discutir quem nós vamos apoiar, já que o partido é um forte aliado da Frente Popular no município.Tendo em vista essas possibilidades, devemos ter uma legenda fortalecida e unificada, para que se chegue a um consenso, mesmo em meio a opiniões divergentes”, defendeu.

O maior desafio da nova gestão deverá ser promover um censo para atualizar os dados dos 2500 filiados e preparar o PT municipal para as eleições de 2016, já que é grande a expectativa de um petista numa chapa majoritária. Um blog do partido também está sendo preparado, com foco nas ações da sigla em Caruaru.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro