4 de novembro de 2015 às 06h11min - Por Mário Flávio

Do G1 Caruaru 

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) recomendou a anulação do contrato com a empresa Tabosa, uma das empresas vencedoras do processo de licitação, para a concessão do serviço de transporte público em Caruaru, Agreste de Pernambuco. O contrato foi firmado em agosto deste ano.

A Prefeitura de Caruaru disse – por meio de nota – que respeita a decisão do MP, mas informa que a licitação do transporte coletivo do município só foi liberada após análise pelo Tribunal de Contas do Estado, que entendeu pela correção e legalidade do certame. O Governo Municipal também informou que irá buscar uma solução junto à Justiça.

De acordo com o MPPE, a anulação foi solicitada à prefeitura porque no edital havia a recomendação de que empresas suspensas do direito de licitar não poderiam concorrer no processo. A recomendação deve ser acatada num prazo de 10 dias a contar do dia 28 de outubro deste ano. A empresa informou que só vai se pronunciar sobre o assunto, quando a mesma for citada pela justiça, mas que vai recorrer da decisão. 


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro