26 de setembro de 2013 às 16h55min - Por Mário Flávio

20130926-172726.jpg

Um discurso em tom de despedida. Foi assim a fala do Ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho (PSB), durante assinatura do convênio para pavimentação de estradas de acesso à zona rural em Caruaru nesta quinta (26). Os recursos em questão integram o programa Estradas do Desenvolvimento e para Caruaru, serão liberados R$ 10 milhões na primeira etapa do convênio, de um total de R$ 31 milhões. No entanto, Fernando também destacou outros pontos de sua gestão na pasta e comentou a decisão do PSB Nacional em entregar cargos no governo federal.

No contexto

Zé Queiroz destaca convênio para pavimentação e anuncia emenda de calçamento de R$ 10 milhões

Fernando Bezerra assina convênio do proframa Estradas do Desenvolvimento para Caruaru

“Estou vivendo o momento da partida do Ministério, após deliberação do PSB Nacional, uma atitude transparente e correta para fazer uma política diferente, com o objetivo de apresentar um projeto político próprio e a fim de evitarmos um constrangimento, agradecemos a presidente Dilma e colocamos os cargos à disposição”, explicou Bezerra, que também justificou sua vinda a Pernambuco já na contagem regressiva para sair do cargo. “Eu não poderia deixar o cargo sem percorrer meu estado”, completou.

Na verdade, o ponto alto do discurso dele foi lembrar os investimentos do programa Água para Todos, principalmente no Nordeste. “Eu quero dizer da alegria que tive ao liderar a pasta da Integração Nacional, em um momento de grande desafio, relacionado à seca. Acredito que estes programas pelos quais estive a frente vão proporcionar a possibilidade conviver com a estiagem, através do Água para Todos. Evidente que como nordestino, por conhecer nossa realidade, do semiárido, eu acreditava que o programa fosse acontecer só na nossa região. Mas hoje o programa chega ao Norte do Brasil. Quem imaginaria que a população nessa região iria precisar melhorar o acessa a água de qualidade? O Água para Todos oferece uma resposta para aqueles que vivem no interior e precisam do acesso universal à água. Eu tive o privilégio de multiplicar por três os investimentos de água no semiárido”, continuou.

Especificamente sobre Caruaru, ele destacou os benefícios previstos pela Adutora do Agreste. “Uma cidade como essa, que não deixou que a dificuldade água atrapalhasse o desenvolvimento, sabemos que as obras hídricas são muito caras a Caruaru. A Adutora do Agreste, que terá uma ramificação da transposição do Rio São Francisco, vai abastecer Caruaru nesse sentido e eu tenho que dizer que essa obra só saiu do papel devido a um presidente pernambucano corajoso”, reforçou.

No entanto, ele também destacou a importância das obras de pavimentação para a zona rural e lembrou ter acompanhado o prefeito Zé Queiroz durante caminhadas na eleição municipal de 2012. “Eu vim a Caruaru para lembrar da emoção que senti ao participar de caminhadas e ver meu companheiro Zé Queiroz, uma grande liderança do estado, que pôde reassumir a prefeitura do município. Nós conversávamos e ele me falava da carência da população da zona rural em ter as estradas pavimentadas. A prefeitura apresentou o planejamento para pavimentar essas estradas, e hoje estamos executando esse compromisso”, emendou.
 


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro