27 de junho de 2013 às 07h55min - Por Mário Flávio

20130626-233241.jpg

A ida a frente do prédio onde mora o prefeito Zé Queiroz (PDT) foi motivo para que os manifestantes realizassem uma assembleia e definissem os rumos do movimento “Não é só pelos centavos em Caruaru”. Durante o encontro, por cerca de 30 minutos houve um intenso debate entre os cerca de 200 presentes, quando alguns pontos foram elencados, como: aumentar as propostas apresentadas na primeira manifestação. Temas como segurança pública, Infraestrutura urbana e redução de burocracia irão entrar na agenda dos manifestantes. Ficou definido ainda que as próximas manifestações em Caruaru seguirão o calendário das ações nacionais e um novo protesto pode ocorrer no domingo, data marcada para a final da Copa das Confederações.

O estudante Rik Daniel, um dos lideres da passeata fez uma análise do encontro e mesmo com um número em abaixo dos cerca de seis mil manifestantes do primeiro ato, considerou o protesto de suma importância. “Na passeata de hoje tivemos um número menor que na primeira, mas a de hoje foi muito produtiva. Tiramos alguns encaminhamentos para as próximas manifestações. Pautamos mais uma vez os problemas da cidade para o pessoal e todos apoiaram. E agora vamos ver o que nossos administradores tem a dizer. Mas não vamos parar até que nossas exigências sejam atendidas”, disse.

Os manifestantes criticaram bastante o fato de não terem sido convidados pela gestão para uma conversa e garantem que só aceitam sentar a mesa para conversar com o próprio prefeito Zé Queiroz. Nesta quinta-feira (27), eles devem ir até a sede do bloco administrativo, onde o chefe do Executivo concede uma entrevista a imprensa, justamente sobre as manifestações.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro