14 de junho de 2013 às 19h12min - Por Mário Flávio
Danilo Souza já esperava a resolução do impasse

Danilo Souza já esperava a resolução do impasse

Em Assembleia Extraordinária realizada pela categoria de médicos da rede municipal de Caruaru, promovida pelo Simepe, na tarde dessa sexta-feira (14), os profissionais decidiu aprovar a última proposta enviada pela prefeitura municipal, o que significa o fim do estado de paralisações temporárias. Dessa forma, as paradas que estavam sendo agendadas para a segunda (17) e terça (18), não acontecerão mais e os médicos devem assinar o termo formal da para oficializar o acordo com a prefeitura na próxima semana.

No contexto

Prefeitura de Caruaru vai enviar propostas aos médicos nesta quinta-feira (13)

Em Audiência Pública, Aparecida Souza critica denuncismo e diz que falta de recursos limita Rede de Saúde de Caruaru

Diretor do HRA aponta superlotação como principal problema na unidade

Em Audiência, médicos cobram melhorias na Saúde de Caruaru

Segundo o Diretor Regional do Simepe, Danilo Souza, chegou-se a um entendimento e o impasse foi resolvido, com propostas que foram consideradas aceitáveis. “Fechamos o acordo. A prefeitura concordou em reabrir a UTI do Bom Jesus, assim como concordou em retornar as cirurgias na Casa de Saúde Bom Jesus, e as que nãoo puderem ser feitas lá, vão ser encaminhadas para o HRA. Concordou também em convocar os médicos aprovados no último concurso e em não pagar o salário de forma fracionada, mas em uma única parcela. Além disso, a prefeitura se comprometeu a pagar férias e décimo terceiro dos médicos até agosto. Fora isso, a prefeitura também concordou em iniciar o pagamento da insalubridade e apresentou uma proposta de reajuste salarial que contemplou os índices inflacionários, o que deve ficar em torno de 6% a 9%, como vamos colocar no texto final”, explicou Danilo, elencando os principais pontos do acordo.

Especificamente, foram aprovados os 16 pontos da pauta enviada pelo Executivo Municipal. Segundo a prefeitura, o reajuste para médico diarista será de 9%. Os médicos plantonistas, que trabalham nas policlínicas, hospitais e UPA, também foram contemplados. O reajuste será de 9%, além da gratificação. Já os profissionais lotados em PSFs e SAMU receberão 6% de aumento em seus vencimentos. Além dos pontos referentes ao reajuste salarial e da convocação de concursados, também foi definida a expansão do Programa de Saúde da Família e a realização de novo concurso para preenchimento dos cargos de médico da família.

Após a Assembleia, o médico cirurgião e regulador do SAMU, Paulo Maciel, membro da Sociedade de Medicina de Pernambuco, publicou em seu twitter que espera agora o cumprimento do acordo por parte da prefeitura municipal. “Parabéns José Queiroz, pela sensibilidade e pelo respeito à classe médica e ao povo pobre de Caruaru com as decisões acertadas de hoje. Esperamos, os médicos e a população vulnerável, o cumprimento nos prazos, do que foi compromissado com o Simepe”, citou.

Na noite da terça-feira (11), em assembleia, os profissionais decidiram endurecer mais uma vez com a prefeitura de Caruaru, e planejavam a nova paralisação de 48 horas. Contudo, depois de reunião com os secretários de de Administração e Saúde, Antonio Ademildo e Aparecida Souza respectivamente, na tarde da quinta (13), houve avanços significativos e a categoria já esperava a resolução do impasse.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro