31 de janeiro de 2013 às 13h25min - Por Mário Flávio

Dr-Elenilson-Liberato

O Secretário de Saúde de Pernambuco, Dr. Antônio Figueira, aceitou o pedido do gestor da V GERES, Dr. Elenílson Liberato, que está deixando a direção da Gerência Regional de Saúde sediada em Garanhuns, e que conta com 21 municípios em sua área de abrangência. A decisão do médico já vinha sendo estudada há algum tempo, como ele mesmo relata, devido a necessidade de tempo para suas atividades profissionais e acreditar ter alcançado os objetivos estipulados.

“Todo gestor tem que entender o tempo em que já conseguiu produzir, e se programar para outros desafios. No meu caso, gosto da medicina, e depois desta experiência administrativa, de aprendizado, creio que é o momento de seguir adiante” – afirmou Dr. Liberato.

Entre as ações de Liberato na GERES, estão as instalações de dois Comitês. Um deles, de Prevenção aos Acidentes de Moto, tem sido reconhecido como um dos motivos para a queda nos altos índices na região. O outro foi instituído no final do ano passado, cuida do Combate à Dengue. Os vários departamentos da V GERES também mostraram melhoria nas estatísticas estaduais. Além disso, também há destaque para a instalação prevista do SAMU no Agreste Meridional. Em março, provavelmente, dez municípios estarão instalando o serviço com as Unidades de Suporte Básico. Dois municípios, sendo um deles Garanhuns, terão uma Unidade Avançada, com ambulância com serviços de UTI. Quanto ao novo gestor da V GERES, a Secretaria de Saúde de Pernambuco não definiu. Deverá anunciar um gerente interino, podendo até iniciar um novo processo seletivo.

NOVA MISSÃO

À convite do Secretário de Saúde, Dr. Elenílson não deixa de ter uma atividade gerencial, assumirá a Coordenação do Centro de Estudo e Pesquisa do Hospital Regional Dom Moura, que será estruturado para cumprir as obrigações de formação profissional para médicos e estudantes de medicina. “O Hospital Regional Dom Moura será um Hospital-Escola, e precisa se estruturar durante este ano para oferecer as condições exigidas para receber médicos e e estudantes de todo o país que queiram realizar aqui suas residências médicas. Vamos criar as rotinas de estudos e pesquisas, além de prover a infraestrutura necessária aos preceptores. A princípio com clínica médica, mas com planos de oferecermos também a residência em pediatria, obstetrícia e cirurgia. Por tudo isto, é um desafio mais próximo da minha área de atuação, a própria medicina, e não tive como recusar o pedido do Dr. Figueira. Vamos trabalhar juntos à direção do Hospital Dom Moura, oferecendo o que o polo de saúde regional precisa neste momento, atendendo a Secretaria de Saúde do estado e os investimentos feitos pelo Governo de Pernambuco na área de saúde no interior do estado”, finalizou Dr. Elenílson Liberato.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro