29 de abril de 2014 às 08h15min - Por Mário Flávio

20140429-081539.jpg

Uma reunião que tinha como objetivo tratar sobre o desfile das quadrilhas estilizadas acabou identificando um problema para a realização do São Joao de Caruaru. A Policia Militar informou que devido a realização da Copa do Mundo, o efetivo vai ser reduzido em cerca de 40% durante o mês de junho na Capital do Forro. O efetivo em 2013 foi de quase 800 PMs, com a maior parte vinda do Recife, como ocorre tradicionalmente. No entanto, devido ao mundial de futebol, segundo o chefe do setor de operações, major Mintas Eduardo, a redução se faz necessária e mesmo com número menor, ele garante a segurança.

“Vamos tomar todas as medidas necessárias e operacionais possíveis para dar uma segurança ideal ao publico que vier para a festa”, garante. Ele comentou ainda como deve ser o esquema de segurança nos dias em que coincidirem jogos da Copa na Arena Permambuco e grandes shows em Caruaru. “Vamos ter preliminarmente essa programação da prefeitura com os grande eventos e manter contato com os nossos superiores para solicitar esse reforço dentro da medida do possível”, expos.

A redução no efetivo virou motivo de preocupação para o Ministério Publico, já que a cidade recebe um numero de aproximadamente um milhão de turistas durante o período de 30 dias de festa. Segundo a promotora Gilka Miranda, a situação merece atenção especial, e por isso, o MPPE vai tentar mediar um encontro com representantes do governo de Pernambuco, para tentar amenizar a situação.

“Vamos passar essa preocupação para os representantes da secretaria de Defesa Social, uma vez que o comando da Policia recebeu ordens e repassou o comunicado que haveria essa diminuição. Realmente preocupa, com a Copa, o numero de turistas deve aumentar ainda mais em Caruaru, as pessoas vêm assistir a Copa e aproveitam para conhecer a cidade. É bom que venham mesmo, mas precisam de segurança, já que temos eventos por toda a cidade durante o período, por isso o efetivo deveria aumentar e não diminuir”, disse.

A presidente da Fundação de Cultura e Turismo de Caruaru, Lucia Felix, também revelou preocupação e disse que lamenta a cidade ser penalizada, devido a realização da Copa, mas que vai buscar soluções para proporcionar a segurança de turistas e forrozeiros durante a festa.

“Preocupa como um sinalizador, um ponto que a gente identifica anteriormente e vamos sentar com todos os segmentos para estudar e criar alternativas para visualizar ideias que supram essa dificuldade. É um problema do governo do estado, uma dificuldade, e acredito que não só Pernambuco passa por essa situação. Temos dificuldades que todo grande evento tem e provavelmente vamos identificar soluções e ideias para suprir esse risco que possamos correr”, afirmou.

Uma nova reunião será realizada na próxima terça-feira (06) na sede do Ministério Público para debater a situação. A foto é de Renan Zovca/SecomPMC.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro