23 de janeiro de 2013 às 10h55min - Por Mário Flávio

Eduardo Campos recebeu ontem no seu gabinete o deputado Henrique Alves (PMDB-RN), candidato favorito à presidência da Câmara, mantendo o mesmo discurso: como governador e como presidente nacional do PSB não se envolve na disputa, marcada para 4 de fevereiro. Na semana passada, Campos recebeu o candidato do seu partido, Julio Delgado (MG), e também se declarou neutro.

Mesmo sem conseguir nenhum aceno de apoio à sua candidatura, Alves deixou a sede provisória do Palácio do Governo se derramando em elogios a Campos. “É um dos melhores administradores do Brasil, uma das melhores conversas políticas, um profundo conhecedor do Nordeste.” Fez questão de lembrar que, em abril do ano passado, procurou o governador para pedir sua “bênção” antes de começar sua campanha pela presidência da Câmara. “Não gostaria de dar o primeiro passo sem dizer a ele, porque o PSB é um partido importante na Casa, que poderia vir a ter um candidato.” O governador, segundo Alves, disse, na ocasião, que ele estava “liberado para trabalhar”.


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro